domingo, 23 de abril de 2017

Com time misto, Lyon sucumbe diante do líder Monaco

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Primeiro tempo impecável de Mbappé e Falcao credenciaram o time do Principado a garantir boa vantagem até o fim do jogo




Lyon e Monaco vivem momentos similares em competições internacionais. Enquanto o primeiro alcançou a semifinal da Liga Europa, após bater o Besiktas nos pênaltis, o segundo também está na semifinal, mas da Liga dos Campeões, depois de vencer o Dortmund. Já na Ligue1, o time do Principado briga pelo título e, no duelo deste domingo, fazia a defesa da liderança da competição. O OL, por sua vez, já desistiu das três primeiras posições e o foco é se manter em 4º para garantir vaga na próxima Liga Europa. A grande diferença entre os dois na partida de hoje era a questão física. O Monaco jogou na quarta-feira, em casa. O Lyon voltou de Istambul na sexta-feira, 07h da manhã. E isso gerou mudanças nos times

Bruno Génésio já tinha os desfalques confirmados de Mammana, Fekir e Lacazette. O treinador optou por sequer relacionar Morel e Ghezzal para poupá-los. No banco, hoje ainda tinha Jallet, Tolisso, Gonalons e Valbuena, todos também sendo preservados pelo desgaste físico. Sendo assim, no time titular, N’Koulou, Rybus, Ferri, Darder e Mateta ganhavam chances entre os titulares. O último, inclusive, há poucas semanas sequer era relacionado e atuava pelo time B. Abaixo é possível ver como ficou montado o OL:




Pelo Monaco, os veículos de mídia na França apontavam que Leonardo Jardim também pouparia algumas peças de sua equipe, entre elas Bakayoko, Bernardo Silva e a dupla de zaga, Jemerson e Glik. Na verdade, quando saiu a escalação de hoje, a surpresa era de que nenhuma peça seria preservada e o ASM foi com força máxima para o duelo, afinal de contas, não pode brincar de perder pontos no Campeonato Francês, uma vez que o PSG sempre aparece na cola e qualquer vacilo pode custar o título. Para hoje, Jardim não tinha disponíveis Sidibé, N'Guinda, Boschilia e Carrillo. Confira como ficou montado os 11 iniciais:




Nos primeiros dez minutos de jogo, o Lyon conseguia se equiparar com a qualidade do time principal do Monaco. Jogava de igual para igual, inclusive com boas oportunidades criadas por Memphis e Mateta. Nada substancial, mas as forças pareciam iguais no Parc OL. Mas rapidamente a maré mudou e o Monaco começou a tomar conta do jogo. Aos 13’, Mbappé quase abriu o placar em jogada individual pela esquerda, quando passou por N’Koulou e forçou ótima defesa de Lopes.

A situação era mais favorável ao Monaco. Mbappé parecia querer desequilibrar o jogo e é o típico jogador que poderia fazer isso a qualquer instante. Com a bola aos pés, tem o poder, com um toque, de criar grandes oportunidades para o seu time. E quase foi assim aos 25’ de jogo. Com um passe na intermediária, estilo cavadinha, deixou Falcao frente a frente com Anthony Lopes e o goleiro do Lyon foi melhor para evitar a abertura do placar.

O Lyon só conseguiu sua primeira clara oportunidade de gol aos 29’ de jogo. O Monaco tentava sair com a bola pelo lado esquerdo do seu campo. Quando Fabinho tentou lançar a bola, o ataque do Lyon conseguiu o desvio e a bola caiu nos pés de Memphis Depay na altura da marca do pênalti. O holandês, ao invés de tentar bater direto pro gol, decidiu dominar. Era o tempo que Subasic precisava para fazer a intervenção.

O placar foi aberto aos 35’. O Lyon, que tem como um de seus pontos fracos a bola parada, acabou sofrendo justamente desta forma. A jogada começou de um escanteio e, quando a bola foi alçada na área, Diakhaby não conseguiu acompanhar Glik, que desviou e deixou a bola sozinha para Falcao García aparecer livre e ter apenas o trabalho de empurrar para as redes. Placar aberto no Parc OL. 1 a 0!

Com a desvantagem no placar, o Lyon tentava se projetar ao ataque, mas faltava qualidade. Rafael começou a ser mais utilizado pela direita, mas faltava a qualidade do homem que poderia encostar e realizar as tabelas – Fekir e Lacazette eram os responsáveis por geralmente fazer esse tipo de trabalho. Com Cornet e Mateta era difícil trabalhar a bola com mais qualidade e isso dificultava muito o trabalho do OL.

Enquanto o Lyon não conseguia resolver no seu ataque, o Monaco era diferente. Bernardo Silva quase ampliou, quando recebeu na área, limpou a defesa e mandou uma bomba no travessão. Lopes nem viu! Mas, na sequência, quem recebeu em ótimas condições foi Mbappé. Ele começou sua explosão do lado direito do campo, na frente dele apenas Diakhaby. Ele foi com tudo, passou pelo zagueiro como quis e na saída de Lopes, só tirou do goleiro. 2 a 0!

Na volta do segundo tempo, o Lyon logo tentou acabar com a vantagem monegasca. Logo aos 6’ da etapa final, o OL teve um escanteio ao seu favor. Memphis Depay foi para a cobrança e colocou na cabeça de Lucas Tousart, que subiu mais alto que Jemerson na área e com um foguete na cabeçada, diminuiu a vantagem no placar. 2 a 1, para os visitantes e muita partida ainda para rolar.

Quando o Lyon marcou, o Monaco deu uma assustada. Começou a dar mais espaços e o Lyon, por falta de qualidade ofensiva, não conseguia aproveitar. Enquanto isso, Lemar era um dos poucos lúcidos no ataque do ASM no segundo tempo. O jogo, definitivamente, se equilibrava inclusive na posse de bola: 50% a 50%. Mas, para o Lyon, faltava aquele poder para decidir o jogo, coisa que sobrava para o Monaco.

Percebendo que faltava qualidade ofensiva, Bruno Génésio fez sua primeira troca aos 26’ do segundo tempo. Ele tirou o jovem Jean-Philippe Mateta, que pouco fez na partida, e colocou Mathieu Valbuena, que não começou jogando por estar poupado. Na formação tática, Memphis sairia do lado de campo e jogaria mais centralizado, como um chamado falso 9. Não era a primeira vez que fazia a função no OL.

Poucos minutos depois da entrada de Valbuena, Génésio queimou logo todas as suas alterações. Colocou Houssem Aouar e Maxime Gonalons para as saídas de Sergi Darder e Jordan Ferri. Lyon saía do 4-3-3 e partia para o 4-2-3-1, com Aouar jogando centralizado na terceira linha. Naquele mesmo momento, o Monaco também trocava, mas pela primeira vez. Quem saia era Mbappé para a entrada de Valèrie Germain.

Logo após a entrada de Germain, o atacante, por pouco, não ampliou o marcador. Em escanteio para o Monaco, Bernardo Silva decidiu cobrar curto. Na entrada da área estava Dirar, que acabou colocando a bola no meio do bolo. Germain se antecipou a todos e só desviou de cabeça para Lopes executar boa defesa. No troco, o Lyon devolveu com Tousart, que quase marcou o seu segundo gol. Ele só deu uma casquinha na bola levantada, que acabou indo pra fora.

Já perto do fim de jogo, Jardim colocou João Moutinho e tirou Falcao. Queria segurar o resultado e ganhar o meio de campo. O Lyon até tentou uma última vez um pouco antes dos acréscimos de quatro minutos apontar no relógio. Mas não havia mais tempo o suficiente. O Monaco vence, retoma a liderança e agora tem um jogo a menos que o PSG de vantagem até a reta final e decisiva da Ligue1. Já o OL, fica na 5ª colocação, mas com um jogo a menos que o Bordeaux.

O Lyon volta aos gramados pela Ligue1 na próxima sexta-feira (28/04), às 15h45 do horário de Brasília. O adversário será o Angers, fora de casa, pela 35ª rodada, abrindo os jogos do final de semana no Francesão. Até lá!

FOTOS: asmonaco.com / L'Equipe / olweb.fr


OS GOLS DA PARTIDA:



Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

sábado, 22 de abril de 2017

[Ligue1 16/17] 34ª rodada - Lyon x Monaco

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


FOTO: football4ever.ovh

O duelo entre Lyon e Monaco, que fechará no domingo a 34ª rodada do Campeonato Francês, poderá ser decisivo para a disputa do título da Ligue 1 entre a equipe do Principado e o Paris Saint-Germain.

A partida de maior destaque do fim de semana na França colocará frente a frente duas equipes com a moral nos céus. Uma das surpresas positivas do futebol europeu nesta temporada, o Monaco vem de conquistar uma impressionante classificação às semifinais da Liga dos Campeões, após eliminar o Borussia Dortmund.

Já o Lyon eliminou nos pênaltis o Besiktas em Istambul, classificando-se às semifinais da Liga Europa. Para os lioneses, o confronto contra o Monaco servirá para reforçar sua quarta posição na tabela, ameaçada por Bordeaux e Olympique de Marselha, já que não tem chances de terminar no pódio da Ligue 1.

O Monaco, que tem três pontos a mais que o PSG e um jogo a menos, precisa proteger sua liderança dos ataques do time parisiense, que recebe o Montepellier no Parque dos Príncipes no sábado. Os monegascos, treinados pelo português Leonardo Jardim, garantem que conseguirão deixar para trás a classificação na Champions para focar 100% no torneio nacional. "O principal objetivo é ganhar o Campeonato Francês", afirmou o meia português Bernardo Silva.

FONTE: Zero Hora

A partida entre Lyon e Bastia acontece neste domingo (23/04), às 16h15 do horário de Brasília. No Brasil, a ESPN Brasil promete transmitir a partida, ao vivo. Abaixo, confira os relacionados pelos dois times.



LYON:

GOLEIROS: Mathieu GORGELIN e Anthony LOPES;
LATERAIS: RAFAEL, Christophe JALLET e Maciej RYBUS;
ZAGUEIROS: Mouctar DIAKHABY,  Nicolas N'KOULOU e Mapoy YANGA-M'BIWA;
VOLANTES: Maxime GONALONS, Corentin TOLISSO, Jordan FERRI, Lucas TOUSART e Sergi DARDER;
MEIAS: Houssem AOUAR;
ATACANTES: Maxwel CORNET, MEMPHIS Depay, Mathieu VALBUENA e Jean-Philippe MATETA;
TÉCNICO: Bruno GÉNÉSIO;
DESFALQUES: Emmanuel MAMMANA, Rachid GHEZZAL, Nabil FEKIR e Alexandre LACAZETTE


  
MONACO:

GOLEIROS: Danijel SUBASIC, Seydou SY e Morgan DE SANCTIS;
LATERAIS: JORGE, Benjamin MENDY e Almany TOURÉ;
ZAGUEIROS: Kamil GLIK, JEMERSON, Andrea RAGGI e Abdou DIALLO;
VOLANTES: Tiemoué BAKAYOKO, FABINHO e Kévin N'DORAM
MEIAS: João MOUTINHO, BERNARDO SILVA, Thomas LEMAR e Nabil DIRAR;
ATACANTES: Radamel FALCAO GARCÍA, Irvin CORDONA, Valère GERMAIN e Kylian MBAPPÉ Lottin;
TÉCNICO: Leonardo JARDIM;
DESFALQUESDjibril SIDIBÉ, Pierre-Daniel N'Guinda, BOSCHILIA e Guido CARRILLO


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Le Podcast du Foot #63 – Violência nos estádios franceses

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi/Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Confusão entre Bastia e Lyon foi o estopim (Foto: olweb.fr)

A onda de violência que assola os estádios franceses foi pauta de mais uma edição de Le Podcast du Foot. O apresentador Eduardo Madeira comandou a mesa redonda ao lado de Flávio Botelho e do convidado especial: o francês Simon Balacheff, correspondente do Lucarne Opposée no Brasil, que trouxe uma visão local e de quem conheceu de perto a cultura das torcidas francesas.

Recentemente, tivemos a torcida do Bastia invadindo o gramado do Armand Cesari para brigar com jogadores do Lyon, ampliando o vasto de leque de incidentes que vem provocando nesta temporada. Além disso, o próprio Lyon foi punido pela Uefa em função da confusão diante do Besiktas, na Liga Europa, e caso a torcida volte a aprontar, será automaticamente suspenso por dois anos.


OUÇA O MATERIAL NO DISPLAY ABAIXO:

Ouça a TODAS AS OUTRAS EDIÇÕES do podcast.

Comente também nos blogs do Eduardo Junior e na minha coluna do SporTV! Ahh... passe lá na fan page da Ligue1Brasil no Facebook também!

Passe aqui depois e me diga o que achou. Deixe seu pitaco, sua dica, sua reclamação e também a sua pergunta. Você pode ter seu nome lido no programa. Seja corneteiro. Faça parte do podcast!


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

Sofrido e nos pênaltis, Lyon bate turcos e está na semifinal da Liga Europa

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Besiktas conseguiu aplicar o mesmo placar construído pelo Lyon no Parc OL e a decisão acabou sendo definida nos pênaltis




TEXTO: Globoesporte.com
Anderson Talisca marcou duas vezes nesta quinta-feira, mas o Besiktas está fora da Liga Europa. Depois de perder por 2 a 1 no jogo de ida na França, o time turco devolveu o placar em casa – Lacazette marcou para os visitantes –, mas o Lyon acabou levando a melhor nos pênaltis. Anthony Lopes defendeu as cobranças de Tosic e Mitrovic, e os franceses venceram por 7 a 6 para avançar às semifinais da competição continental.

O Lyon conhecerá seu próximo adversário na sexta-feira, em sorteio às 8h (de Brasília), em Nyon, na Suíça. Manchester United, Celta e Ajax são os outros classificados.

Talisca abriu o placar aos 27 do primeiro tempo, depois de receber na entrada da área, girar e chutar no cantinho de Anthony Lopes. Mas o Lyon não demorou a reagir e empatou sete minutos depois. Gonalons deu grande passe para Lacazette encobrir Fabri e fazer 1 a 1. O Besiktas voltou a marcar em um gol com sotaque brasileiro. Adriano cruzou, e Talisca acertou bela cabeçada para fazer o 2 a 1 que levou a partida para a prorrogação e depois para os pênaltis – graças a grande defesa de Fabri em chute de Tolisso no tempo extra.

Babel, Cenk Tosun, Hutchinson, Tolgay Arslan, Talisca e Necip Uysal (pelo Besiktas), e Fekir, Tolisso, Ghezzal, Rybus, Valbuena e Diakhaby (pelo Lyon) acertaram as seis primeiras cobranças de cada time. No sétimo pênalti turco, Anthony Lopes defendeu o chute de Tosic, mas Jallet bateu por cima na sequência. O goleiro dos visitantes voltou a parar a penalidade de Mitrovic, e Gonalons converteu para garantir a classificação francesa.

Na Alemanha, o Schalke 04 marcou duas vezes em um intervalo de três minutos – Goretzka aos 8 e Burgstaller aos 11 do segundo tempo – e também levou a partida contra o Ajax para a prorrogação. Em vantagem numérica desde os 35 da segunda etapa, o time alemão chegou a abrir 3 a 0 com Caligiui, aos 11 da primeira etapa do tempo extra, mas Viergever e Younes marcaram no segundo tempo da prorrogação e garantiram a classificação holandesa apesar da derrota por 3 a 2.

No único jogo do dia que não foi para a prorrogação, o Celta abriu o placar na Bélgica em chute de fora da área de Sisto, cedeu o empate com Trossard quatro minutos depois, mas avançou com o 1 a 1 graças à vitória por 3 a 2 no jogo de ida, em casa.




FONTE: Globoesporte.com
FOTOS: olweb.fr


OS GOLS DA PARTIDA:


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

[LIGA EUROPA 16/17] Quartas de Final - Besiktas x Lyon

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


FOTO: bjk.org

Duelo importante nesta quinta-feira na Turquia. Depois de vencer, em casa, por 2 a 1 e de virada, o Lyon terá a missão de visitar o Besiktas para conseguir fazer valer sua vantagem e buscar uma vaga na semifinal da Liga Europa. Um empate já é o suficiente para dar a classificação aos franceses. Por outro lado, uma vitória simples, de 1 a 0, beneficia os turcos.

A partida ganha um tempero a mais depois da confusão que envolveu os torcedores do time da Turquia na partida de ida, na última quinta-feira. A UEFA agiu rápido e deu um ultimato para ambos os clubes, ameaçando-os de exclusão de competições internacionais por dois anos caso se tornem reincidentes em violência envolvendo seus torcedores. Além disso, uma multa de 100 mil euros foi aplicada nos cofres dos dos clubes. O Lyon acatou e o Besiktas promete recorrer.

O duelo deste jogo de volta promete uma novidade: lesionado na primeira partida, o craque do time turco, Ricardo Quaresma, já não sente mais dores e está relacionado. Ainda não se sabe se ele começa jogando mas, certamente, é um trunfo do técnico Senol Günes. Já Bruno Génésio só tem a lamentar. O zagueiro argentino Emmanuel Mammana não se recuperou a tempo e, sequer, viajou com a delegação.

Besiktas e Lyon se enfrentam nesta quinta-feira (20/04), às 16h (horário de Brasília). No Brasil, a ESPN Brasil promete transmitir a partida, ao vivo. Abaixo, saiba quem foram os jogadores relacionados pelos dois treinadores.



LYON:

GOLEIROS: Mathieu GORGELIN, Lucas MOCIO e Anthony LOPES;
LATERAIS: Christophe JALLET, Maciej RYBUS, Jordy GASPAR e Jérémy MOREL;
ZAGUEIROS: Mapou YANGA-M'BIWA, Nicolas N'KOULOU e Mouctar DIAKHABY;
VOLANTES: Sergi DARDER, Maxime GONALONS, Lucas TOUSART, Corentin TOLISSO e Jordan FERRI;
MEIAS: Rachid GHEZZAL, Houssem AOUAR, Mathieu VALBUENA e Nabil FEKIR;
ATACANTES: Alexandre LACAZETTE, Jean-Philippe MATETA e Maxwel CORNET;
TÉCNICO: Bruno GÉNÉSIO;
DESFALQUES: RAFAEL,  Emmanuel MAMMANA e MEMPHIS Depay



BESIKTAS:

GOLEIROS: FABRI, Utku YUVAKURAN e Tolga ZENGIN;
LATERAIS: Gökhan GÖNÜL, Andreas BECK e Caner ERKIN;
ZAGUEIROS: Matej MITROVIĆ, Atinç NUKAN, MARCELO e Dusko TOSIC;
VOLANTES: Oguzhan ÖZYAKUP, Necip UYSAL, Gökhan INLER e ATIBA Hutchinson;
MEIAS: Anderson TALISCA, Ricardo QUARESMA e Tolgay ARSLAN;
ATACANTES: Ryan BABEL, Cenk TOSUN e Ömer SISMANOGLU;
TÉCNICO: Senol GÜNES;
DESFALQUES: Ersan GÜLÜM, ADRIANO, RHODOLFO, MARCELO, Aras ÖZBILIZ, Vincent ABOUBAKAR e Demba BA


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

domingo, 16 de abril de 2017

Mais uma partida do Lyon é cancelada por violência no estádio

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Jogo contra o Bastia, no Stade Armand Cesari, durou até o intervalo. Confusões antes e durante o intervalo foram o estopim


FOTO: olweb.fr

O Lyon viajou até a Ilha da Córsega para enfrentar o lanterna da competição. Já visando o Besiktas, na próxima quinta-feira, o treinador Bruno Génésio optou por levar um time misto. Era a estreia do jovem Houssem Aouar começando entre os titulares. O Bastia, por sua vez, precisava apenas de uma vitória para sair da lanterna e até mesmo fugir da zona de rebaixamento. Tinha um cenário propício pra isso, mas decidiu jogar tudo no lixo.

Não bastasse a fúria dos turcos no Parc OL na última quinta-feira, cerca de dez minutos antes da bola começar a rolar, enquanto os goleiros do Lyon se aqueciam com Memphis Depay perto da torcida adversária, um torcedor – segundo relatos do comentarista da OL TV, Jérémy Berthold – invadiu o gramado e chutou a bola do treinamento em direção ao gol. Memphis foi tentar paralisar aquele ato e acabou sendo repreendido pelos torcedores, que desceram das arquibancadas e partiram pra cima dos jogadores do Lyon. Estava lançada a confusão, como pode ser vista nos vídeos abaixo.




Depois de muita conversa, movimentações nos dois vestiários, reuniões entre a equipe de arbitragem e representantes da Ligue1, o Lyon decidiu entrar em campo mesmo assim, mesmo com o relógio somando 53 minutos de atraso na partida. Com a bola rolando, o jogo equilibrado não disfarçou a má qualidade de ambas as equipes em campo. Um primeiro tempo tomado por um 0 a 0 murcho, sem qualquer brilho e até muito pegado com lances de faltas perigosas. Poucas chances criadas por ambos os lados.

Independentemente da qualidade do jogo, o que não podia acontecer, aconteceu. Quando o goleiro Anthony Lopes se dirigia ao vestiário, já com o apito do intervalo, ele foi interpelado por um sujeito vestido de preto – que ainda não se sabe ser torcedor ou integrante do estádio ou do Bastia – entrou no gramado para tirar satisfação com o português. Lopes não deixou barato e revidou de imediato. Estava formada uma nova confusão no gramado do Armand Cesari.



A gota d’água foi quando até um homem vestido com colete da equipe de segurança do estádio apareceu claramente tentando acertar um jogador do Lyon em meio a confusão. Pelo Twitter, alguns diziam que aquele homem seria o responsável pela segurança do estádio e, aí sim, a decisão partiu do vestiário do Lyon: eles não voltariam para o jogo!


Minutos depois do perfil oficial do OL avisar pelo Twitter que abandonaria a partida, a LFP corroborou e paralisou o jogo, emitindo um comunicado oficial e questionando a segurança do Stade Armand Cesari.


Os próximos capítulos serão ainda turbulentos. Ainda existe um grande medo em torno da volta da delegação do Lyon para sua cidade natal. Bastia fica na Ilha da Córsega, que é um território separatista e com retrospecto violento. Questiona-se se há segurança para a equipe deixar o estádio e retornar. No vídeo abaixo, podemos ver o ônibus do clube sendo esvaziado, com os jogadores retornando ao estádio, com medo de uma possível cilada de torcedores do Bastia ou até civis da cidade mesmo.


Certamente, a LFP tomará duras medidas contra o Bastia. Um exemplo recente foi a confusão que houve entre Metz e Lyon, que acabou cancelando a partida e iniciando uma outra, do zero. O OL acabou vencendo em Metz com um estádio de portões fechados. As sanções fora de campo sofridas pelo Metz foram brandas e isso pode acarretar novos e lamentáveis capítulos como estes.

Definitivamente, a LFP precisa ser mais rígida! Qualquer novidade sobre o caso, acompanhe pelo nosso Twitter: @BrasiLyonnais!


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!


sábado, 15 de abril de 2017

[Ligue1 16/17] 33ª rodada - Bastia x Lyon

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


FOTO: sc-bastia.corsica

O Bastia vive dias complicados. Está na lanterna da Ligue1 e luta bravamente para somar pontos e escapar da situação que incomoda a todos dentro do clube. Há esperanças! O time entra na rodada com 28 pontos e precisa atingir 31 para poder sair da zona maldita. Para tentar obter êxito, recebe o Lyon na Ilha da Córsega para, quem sabe, realizar o desejo dos torcedores. O OL, por sua vez, acordará e dormirá na 4ª colocação do Francesão, independentemente dos resultados da rodada.

A grande diferença nesta partida será a postura dos clubes. Enquanto um trava a batalha de sua vida, na esperança de se manter na elite, o outro quer somente pensar no jogo da próxima quinta-feira, pelas quartas de final da Liga Europa. A mentalidade diferente pode ser o diferencial para tirar qualquer favoritismo do Lyon na partida. Além disso, o técnico Bruno Génésio poupou diversos jogadores que são titulares: Jallet, Morel, Tolisso, Fekir, Valbuena e Lacazette.

Jovens do time B foram relacionados, como as promessas Maolida e Dzabana - este segundo, inclusive, sendo considerado a próxima grande promessa do clube. Além deles, N'Koulou e Rybus, que vinham sido pouco aproveitados na temporada, podem acabar ganhando oportunidade de jogo.

Pelo lado dos córsegos, a situação complicou na parte defensiva. Sem poder contar com o lateral Marange e os zagueiros Rose e Squillaci, o técnico Rui Almeida vem relacionando o jovem Ismaël Diallo nos jogos mais recentes. Na última rodada, ele inclusive estava sem o zagueiro Saint-Ruf, que agora retorna de suspensão. Além dele, quem também volta ao time é o meia Gaël Danic, que já teve passagens sem saudades pelo próprio Lyon.

Apesar do artilheiro do time ser Enzo Crivelli, com oito gols na Ligue1, o grande diferencial ofensivo é o jovem Allan Saint-Maximin, cria da base do Saint-Étienne e com passagem pelo futebol alemão. Jogador com muita qualidade individual e com dotes potentes de dribles curtos. Olho nele!

A partida entre Bastia e Lyon acontece neste domingo (16/04), ao meio-dia do horário de Brasília. No Brasil, o SporTV promete transmitir a partida, ao vivo. Abaixo, confira os relacionados pelos dois times.



LYON:

GOLEIROS: Mathieu GORGELIN e Anthony LOPES;
LATERAIS: RAFAEL, Jordy GASPAR e Maciej RYBUS;
ZAGUEIROS: Mouctar DIAKHABY,  Nicolas N'KOULOU e Mapoy YANGA-M'BIWA;
VOLANTES: Maxime GONALONS, Jordan FERRI, Lucas TOUSART e Sergi DARDER;
MEIAS: Rachid GHEZZAL e Houssem AOUAR;
ATACANTES: Maxwel CORNET, MEMPHIS Depay, Myziane MAOLIDA, Alan DZABANA e Jean-Philippe MATETA;
TÉCNICO: Bruno GÉNÉSIO;
DESFALQUES: Emmanuel MAMMANA



  
BASTIA:

GOLEIROS: Jean-Louis LECA, Alexis THÉBAUX e Thomas VINCENSINI;
LATERAIS: Alexander DJIKU, Gilles CIONI e Pierre BENGTSSON e Ismaël DIALLO;
ZAGUEIROS: Nicolas SAINT-RUF e Abdelhamid EL KAOUTARI;
VOLANTES: Yannick CAHUZAC, Abdoulaye KEITA, Lassana COULIBALY, Mehdi MOSTEFA e Prince ONIANGUE;
MEIAS: Axel N'GANDO, Lenny NANGIS, Sadio DIALLO e Gaël DANIC;
ATACANTES: Enzo CRIVELLI, Allan SAINT-MAXIMIN, Florian RASPENTINO e Geoffrey ACHEAMPONG;
TÉCNICO: Rui ALMEIDA;
DESFALQUESFlorian MARANGE, Lindsay ROSE, Sébastien SQUILLACI e Farid BOULAYA


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!