terça-feira, 30 de março de 2010

Lyon sai na frente

Luis Guilherme Domeniche

Lisandro marca dois, e Lyon abre boa vantagem, sobre o Bordeaux. Agora o time vive a ansiedade para a partida no Chaban-Delmas



Em Gerland, casa do Lyon, o jogo, valendo pela partida de ida das quartas de finais da Uefa Champions League era prometido como um grande clássico das atuais potências do futebol Francês. E como não podia de ser, os dias que antecederam a partida foram repletos de polêmicas e ansiedade, que nitidamente só aumentou o nervosismo e as tensões pré-jogo por parte de jogadores e torcedores, algo que era sentido facilmente nas expressões e atuações de alguns jogadores. Não podia esperar menos de um duelo Francês em uma competição Continental.

O Inicio da partida foi bem jogado e uma verdadeira exibição de excelência técnica e estratégica por parte dos jogadores de ambas as equipes. Os times estavam bem posicionados e as marcações eram executadas de forma louvável, com os jogadores tendo pouco espaço para movimentação. As primeiras tentativas de ataque foram frustradas. Porém, tudo isso durou pouco, logo aos 13’, após erro grotesco de Ciani, o zagueiro Bodmer ficou livre e chutou cruzado. A bola iria sair, mas Lisandro, no momento certo, apareceu e desviou a bola para dentro do gol, dando a vantagem ao clube da casa.

A festa, porém, durou pouco, e apenas 4’ depois, oriundo de um contra-ataque rápido os visitantes empataram. Uma bela assistência de Gourcuff (contando com uma pequena ajudinha de Cris e Llloris que estavam no chão no momento do passe, depois de escorregarem) encontrou o bom Marouane Chamakh. O marroquino igualou a partida com uma bomba de cabeça. Até aquele momento, tudo podia acontecer!


O jogo se seguiu bem marcado e bem movimentado, com muitas tentativas de ataque por parte do Lyon, e boas respostas vindas do Bordeux. Destaque para o contestado Cesar Delgado que hoje, muito inspirado, levou perigo aos 25’ para goleiro Cédric Carrasso, que tranquilizou os ânimos dos torcedores bordelheses com uma espetacular defesa.

Logo em seguida foi a vez de Gorcouff tentar um chute a gol para ampliar o placar a favor do Bordeux. Contudo, Lloris, que no inicio da partida estava muito mal, acabou acordando e fez uma bela defesa a queima roupa.

Somente aos 33’, após algumas trocas de passes do Lyon, Pjanic cruzou mal para a área, mas Michel Bastos, bem posicionado e com grande habilidade, salvou o lance, dominou a bola, e chutou com sua potente esquerda. Um petardo para o fundo do gol, que deixou toda a defesa do Bordeux procurando a bola. A vantagem estava novamente com os donos da casa.

A partida seguiu em um ritmo acelerado, inclusive com outro chute a gol de Chamakh, aos 38’. Porém a defesa do Lyon agiu bem e o primeiro tempo terminou mesmo em 2x1 para o Lyon.

Início do segundo tempo no Stade Gerland, os times voltam com a mesma formação do começo da partida, mas com o jogo mudando de ritmo e ficando mais lento. O Lyon parecia confortável com um gol de vantagem e pouco fazia para atacar. Os visitantes não pareciam conseguir boas chances também.

O jogo seguiu morno até os 62’, quando Chamakh, novamente a queima roupa, mandou uma bomba para o gol e Hugo Lloris realizou defesa inacreditável, decretando sua boa atuação na partida.

O Lyon respondeu no contra-ataque. Aos 69’, Jean Makoun perdeu um gol tão impressionante quanto a defesa de Lloris, momentos atrás. Em seguida, o Bordeux também assustou. O brasileiro Wendel acertou o travessão, deixando a chance de empatar escapar por muito pouco.

Aos 76’, o jogo voltava novamente a um ritmo elevado. Aly Cissokho, que estava completamente ofensivo durante o segundo tempo, avançou e arrematou em direção ao gol. A bola cabou acertando a mão de Mathieu Chalmé. Apesar de muito contestado, o juiz marcou pênalti a favor do Lyon. Lisando Lopez não perdeu tempo e converteu. 3 a 1 para os donos da casa.

A partir daí, o Bordeux tentou desesperadamente novas chances de gol, formando um ataque após outro, inclusive abrindo demais o campo para o Lyon, que não soube aproveitar o erro do adversário.

No fim das contas, o jogo acabou com a vitória dos heptacampeões franceses por 3 a 1. O Lyon ficou com uma importante vantagem para a partida de volta, que ocorrerá em Bordeaux dentro de uma semana. O time de Puel não poderá contar com Lisandro e Sidney Govou, que cumprirão suspensão.




FOTOS: olweb.fr / Goal.com



segunda-feira, 29 de março de 2010

[UEFA Champions League] - 4ªs de Finais - Lyon Vs. Bordeaux - IDA

FOTO: olweb.fr

Durante cinco temporadas consecutivas, o Lyon foi o clube que reinou na França ao conquistar todos os campeonatos nacionais entre 2001-2002 a 2007-2008, porém, a hegemonia terminou na última temporada, após a equipe do Bordeaux conquistar o título de campeão da temporada 2008-2009.

Em clima de revanche, o Lyon vai duelar com Bourdeax novamente, só que agora em uma competição continental, a Liga dos Campeões, no Stade de Gerland, às 15h45 (horário de Brasília), nesta terça-feira. Esse é o jogo de ida, das quartas de finais.

As equipes francesas estão bem motivadas para a disputa, apesar da derrota do Bordeaux na final da Copa da Liga contra o Olimpique de Marselha.

- É claro que ficamos um pouco para baixo após perdermos a Copa da Liga, mas rapidamente entramos nesse jogo. Esperamos uma grande partida contra quem eliminou o Real Madrid – afirma o técnico, Laurent Blanc do Bordeaux, se refirindo a passagem do Lyon pelas oitavas de finais.

Para o técnico do Olimpique, Claude Puel, o confronto ganha ainda mais peso por ser continental:

- O Bordeaux tem vantagem por decidir em casa no segundo jogo. Esta é uma competição europeia e a partida não pode ser comparada com as que jogamos no Campeonato Francês contra o Bordeaux. Nosso objetivo era chegar às quartas de final. Agora, queremos ir à semifinal. E por que não à final? – comentou Claude demostrando motivação extra para partida.

- Meu time tem ambição e não diminuiu o ritmo após ter passado pelo Real – garantiu o técnico Puel, que vai poder contar com os brasileiros, Cris, Michel Bastos e Ederson, enquanto Henrique, Fernando e Wendel devem ser titulares do Bordeaux.

Último campeão nacional, o Bordeaux está na frente da liga francesa liderando com 56 pontos, ao lado do Montpellier. No último sábado, a equipe do treinador Blanc foi derrotado na final da Copa da Liga pelo Marselha. O Lyon é o quinto colocado no campeonato Francês, com 54, e vem embalado depois de ter eliminado a equipe do Real Madrid da Champions League.

FONTE: GOAL.com



LYON:

GOLEIROS: Hugo LLORIS e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Anthony RÉVEILLÈRE, Aly CISSOKHO e Lamine GASSAMA;
ZAGUEIROS: CRIS e Jean-Alain BOUMSONG;
VOLANTES: Jérémy TOULALAN, Mathieu BODMER, Maxime GONALONS e Jean II MAKOUN;
MEIAS: Kim KÄLLSTRÖM, Miralem PJANIC, Michel BASTOS e Honorato EDERSON;
ATACANTES: Bafétimbi GOMIS, Ishak BELFODIL, Sydney GOVOU, LISANDRO Lopez e César DELGADO;
TÉCNICO: Claude PUEL;
DESFALQUES: ANDERSON, François CLERC e Dejan LOVREN;



BORDEAUX:

GOLEIROS: Cédric CARRASSO, Abdoulaye KEITA e Ulrich RAMÉ;
LATERAIS: Benoît TRÉMOULINAS, Matthieu CHALMÉ, Franck JURIETTI e Diego PLACENTE;
ZAGUEIROS: HENRIQUE dos Santos, Ludovic SANÉ e Michaël CIANI;
VOLANTES: Fernando MENEGAZZO;
MEIAS: Yoann GOURCUFF, WENDELL e Jaroslav PLASIL;
ATACANTES: Fernando CAVENAGHI, Marouane CHAMAKH, JUSSIÊ, Henri SAIVET, Yoan GOUFFRAN e David BELLION;
TÉCNICO: Laurent BLANC;
DESFALQUES: Alou DIARRA

domingo, 28 de março de 2010

Poupando jogadores, Lyon despacha lanterna

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi

Lyon resolve a partida no segundo tempo e vence o Grenoble com facilidade




Depois da polêmica que o Lyon enfrentou durante a semana, finalmente a 30ª rodada da L1 aconteceu. O Grenoble, lanterna da competição, foi até o Stade Gerland tentar somar alguns pontos para fugir da incômoda posição.

Poupando jogadores para a disputa da Champions League, no meio da semana que vem, o técnico Claude Puel já iniciou a partida com dois brasileiros na frente: Michel Bastos e Ederson. Veja o time inicial do OL:




Já Bazdarevic, técnico do Grenoble, não poupou esforços para buscar algum resultado positivo. Boya, Matsui, Battles e Ljuboja eram os responsáveis por dar trabalho à defesa do Lyon. Veja a escalação:




Durante os vinte primeiros minutos iniciais, o Lyon pressionou bem, e chegou algumas vezes ao gol do estreante Maubleu, contudo, nenhum chute que assustasse os visitantes ou que fizesse com que a torcida se levantasse.

Na segunda metade do primeiro tempo, o Grenoble conseguiu equilibrar o jogo e já abria espaços no ataque. Ljuboja, entrosado com Dieuze eram os responsáveis por fazer o time do GF38, que nesse dia estava de camisas vermelhas, respirar.

Ederson e Michel Bastos também esboçavam um entrosamento, mas Gomis, o atacante responsável por colocar as bolas na rede, não estava nos seus melhores dias. Parecia sonolento e cansado, chegava atrasado em algumas bolas e desperdiçava boas chances.

Aos 35’, o OL tomava as rédeas do jogo novamente, mas ainda sim, não era capaz de atacar com vigor, a ponto de desesperar o adversário.

No intervalo, Puel provavelmente deve ter colocado um gás nos seus jogadores, pois com apenas dois minutos do segundo tempo, Michel Bastos abriu o placar.




Com a desvantagem no marcador, o que já era difícil pro Grenoble, ficou ainda mais complicado, pois a qualidade do plantel é realmente inferior.

Com o desenrolar da partida, o Lyon enfim conseguiu se impor e fez valer o fator casa. Pjanic, Delgado e Lisandro, titulares do time, entraram no decorrer da partida e contribuiu ainda mais com a superioridade em campo.

E foi o próprio Delgado que fechou o placar, nos acréscimos. O argentino fez boa jogada, tirou o zagueiro do lance e colocou com categoria no canto do goleiro Maubleu.




Agora, com um jogo a mais na tabela, o Lyon está na 4ª colocação, com 54 pontos. Auxerre, Montpellier e Bordeaux estão na frente.

Próximo adversário: Terça-feira, 30/03 - Bordeaux, jogo válido pelas quartas de finais da Champions League.

FOTOS: olweb.fr / L'Equipe


sexta-feira, 26 de março de 2010

[30ª Rodada - LIGUE 1] - Lyon Vs. Grenoble

FOTO: olweb.fr

A 30ª rodada, que teria o início marcado para esta sexta-feira, só começará neste sábado, e com apenas um jogo: sob protesto, o Lyon vai enfrentar o Grenoble, em casa, pelo Campeonato Francês. Pensando no confronto da Liga dos Campeões contra o rival, na próxima terça-feira, o Bordeaux pediu à Liga Francesa de Futebol para alterar a data da partida do Lyon no campeonato nacional. O atual campeão francês, que enfrentará o Olympique de Marselha na final da Copa da Liga da França, também no sábado, alegou que o adversário poderia obter alguma vantagem se jogasse na sexta-feira.

Até o último minuto, o Lyon tentou derrubar a decisão da Liga Francesa (LFP) para alternar a partida para o sábado, mas não teve sucesso. O presidente do Lyon Jean-Michel Aulas protestou severamente a decisão e a forma como ela foi feita, mas acabou acatando o pedido.

Com 51 pontos e na sexta posição na tabela de classificação, ocupando a sexta posição, o Lyon busca a recuperação dentro de campo. O time dos brasileiros Cris, Éderson e Michel Bastos vem de derrota na última rodada para o Olympique de Marselha, por 2 a 1. O Grenoble, com apenas 15 pontos, está praticamente rebaixado. O time está a 14 pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento.

FONTE: Globoesporte.com



LYON:

GOLEIROS: Hugo LLORIS e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Anthony RÉVEILLÈRE, Lamine GASSAMA e Aly CISSOKHO;
ZAGUEIROS: CRIS e Dejan LOVREN;
VOLANTES: Mathieu BODMER, Jean II MAKOUN, Jérémy TOULALAN e Maxime GONALONS;
MEIAS: Kim KÄLLSTRÖM, Honorato EDERSON, Michel BASTOS e Miralem PJANIC;
ATACANTES: Bafétimbi GOMIS, Sydney GOVOU, Cesar DELGADO e Lisandro LOPEZ;
TÉCNICO: Claude PUEL;
DESFALQUES: François CLERC, Jean-Alain BOUMSONG e ANDERSON



GRENOBLE:

GOLEIROS: Brice MAUBLEU e Loïc MARCONNE;
LATERAIS: David SAUGET, Martiel ROBIN e Jimmy MAINFROI;
ZAGUEIROS: Bostjan CESAR, Milivoje VITAKIC e François MARQUE;
VOLANTES: Alaixys ROMAO e Nicolas DIEUZE;
MEIAS: Daisuke MATSUI, Laurent BATLLES e Laurent COURTOIS;
ATACANTES: Pierre BOYA, Yoric RAVET, Josip TADIC, Nassim AKROUR e Danijel LJUBOJA;
TÉCNICO: Mehmed BAZDAREVIC
DESFALQUES: Jean CALVÉ

quinta-feira, 25 de março de 2010

Lyon tem pedido de antecipação negado e joga no sábado

A Liga Francesa de Futebol rejeitou o pedido do Lyon para mudar a data da partida contra o Grenoble pela Ligue 1. O jogo, marcado originalmente para a sexta-feira, será jogado no sábado, para que o Lyon e o Bordedaux tenham igualdade para a partida pelas quartas de final da Liga dos Campeões.


O Bordeuax joga no sábado a final da Copa da Liga, contra o Marseille. Em comunicado oficial, a Liga confirmou a partida para o dia 27 de março, às 17h.


O Lyon recebe o Bordeaux na Liga dos Campeões na terça-feira, em jogo válido pela primeira mão das quartas de final do torneio.


FONTE: Trivela.com

segunda-feira, 22 de março de 2010

Bordeaux pede mudança de data de jogo do Lyon

O Bordeaux pediu à liga francesa (LFP) que remarque o jogo do Lyon contra o Grenoble para garantir que os dois times tenham o mesmo tempo de descanso antes do confronto válido pelas quartas de final da Liga dos Campeões.


O jogo de ida entre Lyon e Bordeaux está marcado para o dia 30 de março, uma terça-feira. No sábado anterior, dia 27, o Bordeaux faz a final da Copa da Liga Francesa contra o Olympique de Marselha.


A pedido do Lyon, a LFP antecipou a partida da Ligue 1 diante do Grenoble, inicialmente prevista para o domingo, dia 28, para a sexta-feira anterior, dia 26.


Em seu site oficial, o Bordeaux pede que o Lyon jogue não na sexta-feira, mas no sábado, para restabelecer o equilíbrio na recuperação dos dois times antes da partida pela LC.


FONTE: Trivela.com

domingo, 21 de março de 2010

E deu Marseille

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi

Com uma atuação apagada do Lyon e um primeiro tempo murcho, o Marseille soube administrar a vantagem do fator casa, venceu, e agora briga no topo





Depois de ser eliminado pelo Benfica na Liga Europa, o Marseille enfrentou o Lyon na tarde desse domingo. O mesmo Lyon, que descobriu, na sexta-feira, que irá encarar o Bordeaux pela Liga dos campeões, precisava da vitória para manter a briga pela ponta, assim como o seu adversário da noite.

Ainda no domingo, os líderes Bordeaux e Montpellier venceram. No sábado, o Auxerre também ganhou e o Lille, adversário do próprio Bordeaux, não teve a mesma sorte.

Na semana algumas polêmicas colocaram fogo no pré-jogo. Govou declarou que não tem muita familiaridade com Puel e declarou que deseja sair o quanto antes do Lyon. Por outro lado, Ben Arfa se despediu da competição europeia com uma amarga expulsão. O jogo prometia ser tão intenso, que o sueco Källström declarou que dessa vez seria 6 a 6, fazendo alusão ao 5 a 5 da primeira fase da competição.

Deschamps, mesmo sem Heinze, Abriel, Cheyrou e Koné conseguiu arrumar peças a altura dos desfalques, e arrumou seu time em um 4-3-3 básico. Contava com as velocidades de Ben Arfa e Taiwo pela esquerda e também com a precisão de Niang. Veja o time do OM:


Claude Puel já parece ter definido o seu time titular (enfim!). Dessa vez ousou colocar Toulalan na zaga novamente e Gonalons ficou responsável por ser o primeiro volante. Com Källström e Pjanic um pouco mais recuado, o time entrou explorando as pontas com Delgado e Govou. Veja o time de Puel:




Ao começar o embate, o Marseille se mostrava mais presente e fazendo valer a vantagem de jogar em casa. O nigeriano Taiwo cobrou três faltas perigosas, mas foi o Lyon quem assustou primeiro, quando Delgado acertou a trave de Mandada aos 11’.

O lado direito do Lyon estava confuso. Réveillère não conseguia marcar Ben Arfa e Taiwo com precisão. Gonalons, que era o responsável pela cobertura, também não estava firme.

Foi através do próprio Taiwo que o Marseille quase abriu o placar. Aos 26’, o nigeriano cruzou com perigo. A bola viajou dentro da pequena área do OL e foi desviada por Toulalan, antes de chegar ao artilheiro Niang.

No mais, o primeiro tempo sequer lembrou o último embate entre os dois clubes, poucas chances reais para ambos os lados e uma partida bem embolada no meio campo.

Na etapa final, mesmo sem alterações no intervalo, o Lyon acertou mais uma vez a trave. Logo no primeiro minuto, em um chute aparentemente fraco, Pjanic assustou Mandanda, que apenas acompanhou a trajetória da pelota.

Mas era o Marseille quem chegava mais, contudo, pecava na finalização. O Lyon, principalmente através de Gonalons tentava parar as jogadas velozes do OM com falta. Até os primeiros 20’ do segundo tempo, o Marseille parecia brincar de perder gols, principalmente com Niang.

Puel só substituiu aos 22’. Retirou Govou e colocou Gomis. Até então a eficácia do ataque lyonês era nula. Não conseguia iniciar um contra-golpe firme, capaz de abrir o placar no Velodrome.

No entanto, o jogo enfim tomou um formato. Você conhece aquele velho ditado: Quem não faz, leva? Pois bem, ele não funcionou nessa partida. Pouco antes dos 25’, o meio campo Kaboré foi feliz ao acertar uma pancada da intermediária. A bola desviou em Cris e surpreendeu Lloris, que estava um pouco adiantado. OM 1x0. Explosão no Velodrome. Enfim a torcida respirava aliviada.

Diferentemente do primeiro tempo, aos 35’ do segundo a partida começou a ficar emocionante. Källström cobrou falta na cabeça de Gomis. O “Pantera” colocou no canto direito de Mandanda, que praticamente ficou imóvel.

A resposta do OM foi praticamente instantânea. O bom lateral Taye Taiwo tentou duas vezes de fora da área, e na segunda foi feliz. Chutou com extrema força. Lloris se esticou, mas não alcançou o petardo do lateral. Era o desempate marselhes.

Depois do gol tomado, enfim Puel acordou e fez duas mudanças. Retirou Lisandro e Pjanic, para as entradas de Belfodil e Ederson. Sim, Pjanic não estava inspirado, mas substituir Lisandro foi uma opção duvidosa, já que ele é o atacante com mais movimentação do OL. Vai entender... Puel e suas maluquices.

Faltando cinco minutos para o término, o Lyon partiu para o famoso “abafa”. Pressão a todo custo para arrancar o empate, mas faltou qualidade e gás. Terminou assim, 2 a 1 para o Marseille.

O Lyon precisa agora se preocupar com a vaga na próxima Champions League. O título já era. Existem 5 times na frente e com mais disposição na briga.

Próximo duelo: No estádio de Gerland, o Lyon enfrenta o Grenoble. A partida válida pela 30ª rodada da L1, será na sexta-feira, dia 26, às 16h de Brasília.

FOTOS: L'Equipe / FranceFotball / SoFoot / Football.fr / Football365.fr

[29ª Rodada - LIGUE 1] - Marseille Vs. Lyon

FOTO: olweb.fr

O duelo entre o Marseille e o Lyon está sendo um dos mais aguardados da 29ª rodada da Liga francesa, ao mesmo tempo em que o Montpellier, segundo na tabela, torce pela derrota do líder Bordeaux, que enfrenta o Lille (4º), para chegar à primeira posição da competição.

O Lyon (5º), que enfrenta o Bordeaux nas quartas de final da Liga dos Campeões, desloca-se para Marselha (6º), para disputar o clássico, um encontro que pode afastar o perdedor deste choque da luta pelo título.

O meio-campista do Lyon Jeremy Toulalan declarou que, "em caso de vitória, o título não estará longe".

Já o Marseille está vivendo um momento delicado, após perder em casa contra o Benfica por 2-1 na Liga da Europa e ser eliminado.

O treinador Didier Deschamps reconheceu que o time português "prejudicou" seus jogadores, que deverão enfrentar uma partida decisiva para prosseguir com as esperanças no campeonato.

FONTE: UOL


LYON:

GOLEIROS: Hugo LLORIS e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Anthony RÉVEILLÈRE, Lamine GASSAMA, Timothée KOLODZIEJCZAK e Aly CISSOKHO;
ZAGUEIROS: CRIS e Dejan LOVREN;
VOLANTES: Mathieu BODMER, Jérémy TOULALAN e Maxime GONALONS;
MEIAS: Kim KÄLLSTRÖM, Honorato EDERSON e Miralem PJANIC;
ATACANTES: Bafétimbi GOMIS, Sydney GOVOU, Cesar DELGADO, Ishak BELFODIL e Lisandro LOPEZ;
TÉCNICO: Claude PUEL;
DESFALQUES: François CLERC, Michel BASTOS, Jean-Alain BOUMSONG, Jean II MAKOUN e ANDERSON


O. MARSEILLE:

GOLEIROS: Steve MANDANDA e Elinton ANDRADE;
LATERAIS: Taye TAIWO e Laurent BONNART ;
ZAGUEIROS: Vitorino HILTON, Souleymane DIAWARA, Julien RODRIGUEZ e Pepe M'BOW;
VOLANTES: Stéphane MBIA e Cyril ROOL;
MEIAS: LUCHO González, Mathieu VALBUENA, Édouard CISSÉ e Charles KABORÉ;
ATACANTES: Hatem BEN ARFA, Mamadou NIANG, Fernando MORIENTES, BRANDÃO e Guy N'DOUMBOU;
TÉCNICO: Didier DESCHAMPS;
DESFALQUES: Benoît CHEYROU, Fabrice ABRIEL, Gabriel HEINZE e Bakari KONÉ

sexta-feira, 19 de março de 2010

Duelo de franceses na Champions League

Lyon e Bordeaux frente a frente nas quartas de final da Liga dos Campeões



FOTO: pt.uefa.com


Satisfação em ter evitado os "gigantes", Barcelona, Manchester United e Inter de Milão. Essa foi a tônica do site L'Equipe ao comentar o confronto francês - Lyon e Bordeaux - em um dos jogos das quartas de final da Liga dos Campeões. O fato de haver pelo menos um clube local garantido na semifinal foi o maior motivo de alegria.


Com o primeiro duelo franco-francês da história da Liga dos Campeões, um clube francês já está garantido nas semifinais. A façanha não acontecia desde 2004. Na ocasião, o Mônaco, liderada por Didier Deschamps, se classificou para a final, mas foi derrotado pelo Porto.


Lyon ou Bordeaux, que eliminaram Real Madrid (1 a 0 e 1 a 1) e Olympiakos (1 a 0, 2 a 1), respectivamente, enfrentará Bayern de Munique ou Manchester United.


O técnico do Bordeaux, Laurent Blanc, feliz por ter "evitado o espantalho da concorrência", o Barcelona ", disse que preferia jogar contra outro clube, mas que o confronto será positivo por classificar um francês para a semifinal.


- Eu prefiria cair com outro clube, mas temos que aceitar a proposta e dizer que será bom. Jogar em casa também é uma vantagem, mas a única boa notícia é que haverá um clube francês nesta semifinal, o que não aconteceu há muito tempo. Podemos regozijar - disse Blanc ao L'Equipe.



"Não queria enfrentar o Lyon agora", diz presidente do Bordeaux"


Estava conversando com Jean-Michel (presidente do Lyon) antes do sorteio e concordamos que não queríamos nos enfrentar agora”. Essa foi a declaração dada por Jean-Louis Triaud, presidente do Bordeaux, logo após o sorteio dessa sexta-feira que colocou Bordeaux e Lyon frente a frente nas quartas de final da Liga dos Campeões.

“Temos a vantagem de jogar em casa no jogo de volta. A vantagem deles é que eles têm muito mais experiência do que nós na competição”, disse Triaud.

O presidente do Lyon, Jean-Michel, também falou após o sorteio. “Será um confronto peculiar, mas isso significa que pelo menos um francês estará na semifinal da competição, o que não acontece desde 2004 com o Monaco.


FONTES: LanceNet e Trivela

terça-feira, 16 de março de 2010

União Europeia determina compensação a clube formador

O Tribunal Superior da União Europeia determinou nesta terça que o clube tem direito a recuperar os custos com a formação de um jogador que assine seu primeiro contrato profissional com outro clube da UE.


Segundo a decisão do Tribunal, o Lyon deverá ser reembolsado pela formação de Olivier Bernard, que assinou contrato profissional com o Newcastle, da Inglaterra, em 1999. O clube francês processou o jogador e o Newcastle por cerca de € 53 mil por danos - quantia que o jogador teria ganho se ficasse no clube. O Tribunal determinou, porém, que a equipe francesa só pode recuperar o custo real da formação, não perda financeira futura.


O Tribunal ainda aprovou a prática do governo francês de obrigar jogadores da categoria de base dos clubes a assinarem contratos com seus clubes formadores - ainda que isso ferisse a regra de liberdade de contrato para os jogadores da UE.


"A maioria das decisões sobre transferências de jogadores deveriam ser decididas por órgãos governamentais, que conhecem seus esportes", disse Emma McClarkin, representante do Tribunal.


FONTE: Trivela.com

FOTO: fintaeremata.com

domingo, 14 de março de 2010

Lyon só empata e perde chance de encostar no Bordeaux

FOTO: Terra.com.br

Com o tropeço do Bordeaux no Campeonato Francês, o Lyon tinha neste sábado a chance de ouro de encostar nos girondinos na liderança da competição, tentando assim recuperar sua hegemonia nacional. E desperdiçou, ao empatar com o Saint-Etienne por 1 a 1 em casa.

No entanto, poderia ser pior. Isso porque foi o time visitante que abriu o marcador, quando Bergessio deu a assistência para Rivière bater e vencer o goleiro Lloris aos 39 minutos do primeiro tempo.

Jogando com a maioria de seu time titular - o mesmo que eliminou o poderoso Real Madrid na Copa dos Campeões - os lioneses pressionaram muito, mas só conseguiram empatar aos 35 minutos da segunda etapa. Toulalan descolou um belo cruzamento na área e Lisandro López apareceu na segunda trave e chutou para deixar tudo igual.

Com apenas um ponto somado, o Lyon vai a 51 pontos na classificação, mantendo-se assim no 4º lugar. Caso tivesse vencido, seria vice-líder, ou até líder em caso de goleada. Já o Saint-Etienne vai a 28 pontos, na 17ª colocação, dentro da zona de rebaixamento.

FONTE: GazetaEsportiva.net

sábado, 13 de março de 2010

[28ª Rodada - LIGUE 1] - Lyon Vs. Saint-Etienne

FOTO: olweb.fr

Depois de uma classificação impressionante na Liga dos Campeões, o Lyon volta a se dedicar ao Campeonato Francês. O próximo jogo é contra o Saint-Etienne, neste sábado. Os heptacampeões estão em quarto lugar, com 50 pontos conquistados e com o melhor ataque dentre as equipes que ocupam as quatro primeiras posições. Já os seus rivais estão na 16ª posição com 27 pontos.

O resultado dessa partida pode levar o Lyon à liderança da competição. Depois de uma recuperação consistente, o time está a dois pontos do Bordeaux e, com um triunfo, pode passar à frente na classificação. “É uma chance muito boa de conseguirmos voltar à ponta do campeonato. Nós estamos lutando por isso, a cada jogo, para podermos atingir essa meta. Tenho confiança de que nossa equipe pode crescer ainda mais até o fim da Ligue 1”, disse o brasileiro Ederson.

Em confrontos pelo Campeonato Francês, no Gerland, contra seu próximo adversário, o Lyon tem se dado bem. Foram 18 vitórias, 16 empates e 11 derrotas.

FONTE: ESPN.com.br


LYON:

GOLEIROS: Hugo LLORIS e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Anthony RÉVEILLÈRE, Lamine GASSAMA e Aly CISSOKHO;
ZAGUEIROS: CRIS e Dejan LOVREN;
VOLANTES: Mathieu BODMER, Jérémy TOULALAN e Maxime GONALONS;
MEIAS: Kim KÄLLSTRÖM, Honorato EDERSON e Miralem PJANIC;
ATACANTES: Bafétimbi GOMIS, Sydney GOVOU, Cesar DELGADO, Yannis TAFER, Ishak BELFODIL e Lisandro LOPEZ;
TÉCNICO: Claude PUEL;
DESFALQUES: François CLERC, Michel BASTOS, Jean-Alain BOUMSONG, Jean II MAKOUN e ANDERSON



SAINT-ETIENNE:

GOLEIROS: Vincent PLANTÉ e Jérémie JANOT;
LATERAIS: Loïc PERRIN, Mouhamadou DABO e Cédric VARRAULT;
ZAGUEIROS: Yohan BENALOUANE, Sylvain MONSOREAU e Pape DIAKHATÉ;
VOLANTES: Blaise MATUIDI, Guirane N'DAW, Josuha GUILAVOGUI ;
MEIAS: GELSON Fernandes, Dimitri PAYET, Augusto FERNÁNDEZ, Bakary SAKO;
ATACANTES: Kevin MIRALLAS, Emmanuel RIVIÈRE e Gonzalo BERGESSIO
TÉCNICO: Christophe GALTIER;
DESFALQUES: Efstathios TAVLARIDIS, Christophe LANDRIN, Maodomalick FAYE, Boubacar SANOGO, Yoann ANDREU e Yohan HAUTCŒUR

quinta-feira, 11 de março de 2010

Ações do Lyon sobem 8% após o clube eliminar o Real

Classificação na casa dos espanhóis deixou investidores animados


FOTO: olweb.fr

As ações do OL Groupe, que é dono do clube Lyon (FRA), subiam nesta quinta-feira mais de 8% na abertura da Bolsa de Paris, puxadas pelo resultado do jogo desta quarta-feira pela Liga dos Campeões, em que o time eliminou o Real Madrid e passou às quartas de final da competição.

Às 7h30 (de Brasília), os títulos do OL Groupe eram negociados a um valor 6% maior do que o registrado no fechamento de quarta-feira.

Os investidores decidiram apostar nas ações do clube porque, ao avançar na Liga dos Campeões, o Lyon garantiu ganhos extras com publicidade, direitos de transmissão e um prêmio da Uefa por sua classificação.

FONTE: Goal.com

quarta-feira, 10 de março de 2010

E a humildade falou mais alto... mais uma vez.

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


Lyon marca faltando dez minutos para o fim, e mesmo com o empate, desclassifica o Real Madrid em pleno Bernabéu


FOTO: pt.uefa.com

Segunda mão das oitavas de finais da Champions League. O palco era o imponente Santiago Bernabéu. 80 mil fanáticos prestigiando o, até então, jogo mais importante para as duas equipes no gramado. Real Madrid e Lyon prometeram, no pré-jogo, uma dedicação formidável e estavam dispostos a acabar com a “sina das oitavas”.

Manuel Pellegrini, apesar de perder Marcelo, Benzema e Xabi Alonso para a partida, contava com a volta do experiente Guti. Veja a formação inicial:




Visitando a Espanha, o treinador do Lyon, Claude Puel, preferiu utilizar o mesmo time que jogou a primeira partida. Contudo, no banco havia um desfalque importante: Michel Bastos, machucado, sequer viajou. Dê uma olhada no esquema tático inicial dos franceses:


FOTOS: L'Equipe

Ao soar do apito, o Real Madrid, nos primeiros segundos já realizou o seu primeiro ataque. No entanto, Hugo Lloris apareceu para acalmar os ânimos.

Mas a pressão madrilenha continuava. Aos 5’, Cristiano Ronaldo avançou e recebeu um ótimo passe de Guti. O português foi bem mais rápido que o brasileiro Cris e chutou rasteiro. Lloris falhou e o Real abria o placar.

Depois de marcar, o Real Madrid se sentia literalmente em casa. O Lyon até tentava, mas não conseguia achar espaços para penetrar. Enquanto Cristiano Ronaldo e Arbeloa deitavam e rolavam pelo lado direito de Réveillère. Kaká também era uma presença positiva no time espanhol, porém muito bem marcado por Toulalan.

Higuaín, em dois lances seguidos poderia ter mudado a partida. O jovem argentino, aos 25’, conseguiu driblar Hugo Lloris, mas na hora de finalizar acertou a trave. Logo depois, o mesmo Higuaín causou perigo ao OL, mas dessa vez o arqueiro dos Gones estava esperto e evitou o que seria o segundo tento do Real.

O primeiro tempo inteiro se manteve assim. A pressão dos donos da casa era formidável e sufocante. O Lyon, jogando de forma medrosa até ensaiava alguma reação, mas quando a bola chegava ao reduto máximo do ataque – conhecido como Lisandro – voltava com uma velocidade supersônica.


FOTO: Sports.fr

Delgado e Govou não eram os mesmos guerreiros da primeira partida e pareciam estar presos à pressão do caldeirão madrilenho.

Necessitando de alguma mudança drástica, no segundo tempo, Claude Puel voltou com duas alterações. Gonalons e Källström entraram no lugar de Boumsong e Makoun respectivamente. A princípio era uma mudança que não surtia efeito algum no ataque, mas que poderia liberar um pouco mais os laterais.

Nos dez primeiros minutos da etapa final, enfim o Lyon mostrou poder de reação, mesmo que pequeno. Chegou algumas vezes ao gol de Cassillas, mas em nenhum momento assustou os adeptos presentes.

De fato, ao longo do segundo tempo, o Lyon foi evoluindo e mostrando mais futebol do que foi apresentado no primeiro tempo. Jogava no erro do Real, que acima de tudo perdia boas oportunidades para emplacar um bom ataque para liquidar o embate.

Com Toulalan jogando de zagueiro, o Lyon ganhava mais estabilidade e confiança no setor defensivo. Gonalons entrou bem e fazia boa dupla com Källström. Ambos ligados no jogo e dispostos a reverter o resultado.

Pellegrini, querendo o segundo gol, colocou Van der Vaart no lugar do apagado Granero. Mas o efeito não foi o esperado.

Aos 35’ do segundo tempo, o pesadelo chegou aos sonhos do Real Madrid. O bósnio Pjanic empatou a partida e conseguiu botar um “cala boca” nos 80mil presentes. Nesse instante, faltando 10’ para o fim, o time de Kaká e cia, precisava marcar dois gols para se livrar do Lyon.


FOTO: Terra.com.br

Raúl entrou no lugar de Kaká, para quem sabe esboçar uma reação, mas o ânimo dos galáticos se esvairia. A torcida tentava empurrar, mas não era o suficiente.


FOTO: Marca.com

O brasileiro Ederson ainda entrou em campo, no lugar do autor do gol. Enquanto isso Diarra substituía Arbeloa e o Real iria pra cima , mesmo afoito.

Nos acréscimos, Lisandro ainda perdeu um gol cara-a-cara com Cassillas. A pressão falou mais alto e ele chutou pra longe. Depois Delgado ainda cometeu um erro semelhante. Mas mesmo assim, o resultado de 1 a 1 classificava os franceses.

Com o apito final sendo soado, o Lyon classificava em pleno Bernabeu, e calava a boca de muitos, mas muitos madrilenhos que cantaram vitória precocemente na mídia (ver, aqui no blog, o post anterior). Caiu o mundo dos galáticos. O Lyon passa para as quartas de finais e deixa o time espanhol amargando mais uma vez a eliminação nas oitavas.

FOTO: aujourdhui-en-france.fr


Real Madrid 1-0 Lyon: Cristiano Ronaldo



Real Madrid 1-1 Lyon: Miralem Pjanic

terça-feira, 9 de março de 2010

[UEFA Champions League] - 8ªs de Finais - Real Madrid Vs. Lyon - 2ª Mão

FOTO: olweb.fr

O Real Madrid (ESP) enfrenta nesta quarta-feira o Lyon (FRA), pelo jogo de volta das oitavas da Liga dos Campeões, lutando para não ser o Titanic do futebol. No papel, o time é considerado imbatível, assim como o transatlântico era classificado como inafundável. O navio foi construído em 1912 com as mais avançadas tecnologias da época. O atual elenco do clube espanhol foi montado graças a um investimento de incríveis R$ 629 milhões.


O Titanic tinha tudo para ser um sucesso, assim como o Real. O navio acabou se chocando com um iceberg no Oceano Atlântico, causando a morte de 1.523 mil pessoas. Os merengues também têm seu iceberg pela frente: o Lyon. O primeiro estrago já foi feito, na derrota por 1 a 0 na França. A eliminação no torneio mais importante da Europa, cuja final será disputada na casa do Real Madrid, causaria danos irreparáveis ao clube mais rico do mundo.


A diferença é que o “buraco” causado pelos franceses ainda pode ser reparado. O Santiago Bernabéu estará lotado, o técnico Manuel Pellegrini contará com seu tridente ofensivo formado por Kaká, Cristiano Ronaldo e Higuaín para quebrar uma escrita de cinco anos sem conseguir passar das oitavas de final. O clima de vida ou morte obrigou o “marinheiro” Sérgio Ramos a se sacrificar. O lateral-direito vai jogar com uma infecção em uma unha do dedão do pé esquerdo.



Real Madrid confirma ausência de Benzema contra Lyon


O atacante francês Karim Benzema não conseguiu se recuperar de uma lesão na virilha e sequer foi relacionado no Real Madrid para a partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, contra o Lyon, na Espanha, nesta quarta-feira.

A lesão incomoda o atacante desde o início de fevereiro. Ele até conseguiu enfrentar sua ex-equipe na primeira partida, mas a lesão voltou a incomodá-lo dias depois. Assim, perderá o confronto decisivo em Madri.

Outro desfalque do Real Madrid será o lateral-esquerdo brasileiro Marcelo, suspenso. Xabi Alonso também está fora com o mesmo problema. A lista divulgada nesta terça-feira confirmou ainda a ausência de Drenthe, lesionado.

O Real Madrid perdeu a primeira partida por 1 a 0, em Lyon, e garante classificação se vencer por diferença maior de um gol.



Cristiano Ronaldo: Temos que mostrar ao Lyon quem manda aqui

O Real Madrid levou 1 a 0 do Lyon na primeira partida pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O confronto de volta ocorre nesta quarta, a partir das 16h45min (horário de Brasília), no Santiago Bernabéu, e os donos da casa estão empolgados. O atacante Cristiano Ronaldo espera contar com o apoio massivo da torcida na partida decisiva.

– Todos juntos temos que mostrar ao Lyon que no Bernabéu quem manda somos nós. Estou convencido de que o estádio estará cheio e muito bonito – declarou em entrevista ao jornal As.

O português elogiou a força física do time francês. No entanto, o atleta salientou a confiança do grupo merengue:

– Temos que sair com a mentalidade de ganhar, marcar gols, entrar com um meio-campo mais ofensivo para criação.

– A equipe melhorou com Guti e Van der Vaart, mas não podemos depender só de um jogador. O Real depende do coletivo, uma equipe grande se faz com todos – completou.

No Campeonato Espanhol, o Real chegou aos mesmos 62 pontos que o líder Barcelona. O clássico com o rival, em 10 de abril, já passa pela cabeça dos atletas:

– A partida contra o Barcelona pode ser decisiva, porque jogamos em casa e temos que conseguir os três pontos de qualquer maneira – observou o atacante.


Pellegrini garante que Real Madrid eliminará o Lyon

Depois de assumir a liderança do Campeonato Espanhol no último final de semana, a confiança aumentou muito no Real Madrid para a partida contra o Lyon, nesta quarta-feira, na Espanha, pelo confronto de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões. Os franceses venceram o primeiro jogo por 1 a 0.

Nesta terça-feira, o técnico Manuel Pellegrini garantiu que o Real Madrid reverterá o resultado. "Estou seguro de que passaremos às quartas de final. Não há nenhum rival fácil na Liga dos Campeões, e muito menos o Lyon. Mas estou convencido de que reverteremos o resultado", garantiu.

O bom momento da equipe na temporada também foi destacado pelo treinador. "É muito importante o momento que estamos vivendo, tanto no lado futebolístico quanto no moral. Somos muito conscientes do que estamos fazendo e do que precisamos fazer", acrescentou.

FONTES: Estadão / ZeroHora / LanceNet



LYON:

GOLEIROS: Hugo LLORIS e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Anthony RÉVEILLÈRE, Aly CISSOKHO e Lamine GASSAMA;
ZAGUEIROS: CRIS e Jean-Alain BOUMSONG;
VOLANTES: Jérémy TOULALAN, Mathieu BODMER, Maxime GONALONS e Jean II MAKOUN;
MEIAS: Kim KÄLLSTRÖM, Miralem PJANIC, Honorato EDERSON e ;
ATACANTES: Bafétimbi GOMIS, Ishak BELFODIL, Yannis TAFER, Sydney GOVOU, LISANDRO Lopez e César DELGADO;
TÉCNICO: Claude PUEL;
DESFALQUES: ANDERSON, Michel BASTOS, François CLERC e Dejan LOVREN


REAL MADRID:

GOLEIROS: Iker CASILLAS e Jerzy DUDEK;
LATERAIS: Álvaro ARBELOA e Sérgio RAMOS;
ZAGUEIROS: Raúl ALBIOL, Ezequiel GARAY e Christoph METZELDER;
VOLANTES: Mahamadou DIARRA, Fernando GAGO e LASSana DIARRA;
MEIAS: Esteban GRANERO, Pedro MOSQUERA, KAKÁ, Rafael VAN DER VAART e José Maria GUTIérrez;
ATACANTES: RAÚL González, Cristiano RONALDO, e Gonzalo HIGUAÍN;
TÉCNICO: Manuel PELLEGRINI;
DESFALQUES: MARCELO, XABI ALONSO, PEPE, Royston DRENTHE e Karim BENZEMA

domingo, 7 de março de 2010

Novidade na blogsfera: Podcast

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi

Atenção leitores do Brasilyonnais. A partir dessa semana, uma novidade chega até vocês no mundo dos blogs. O BrasiLyonnais, em parceria com Luccas Oliveira, Rafael Luis, Maurício Neves e com participações especiais de André Rocha, entrará no ar semanalmente via podcast.

Os assuntos são os mais variados possíveis. Sempre debatendo temas que estão em pauta no mundo esportivo. Contamos com a sua audiência. Em breve, a primeira edição entrará no ar, e você poderá conferir aqui no BrasiLyonnais.

OBS: Obviamente não serei um representante do Lyon na bancada. Falarei de todos os temas, assim como os demais integrantes.

sábado, 6 de março de 2010

Boulogne e Lyon não saem do zero no placar

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi

Partida foi marcada pela péssima atuação das duas equipes que não tiveram capacidade para movimentar as redes e o torcedor.


FOTO: Football365.fr

Em prol da 27ª rodada do campeonato francês, o Lyon visitou o Boulogne a fim de buscar a liderança provisória da competição. Prestes a participar da partida mais importante do ano até então, o time visitante foi encarar o vice-lanterna com espírito de preparação para o duelo da Champions League.

Claude Puel, mesmo na iminência da briga pelo título, resolveu poupar alguns de seus jogadores. Toulalan, Delgado e Lisandro, começaram a partida no banco. A surpresa ficou por conta de Bodmer, que começou jogando em uma função que não é de sua origem. Veja o esquema inicial do Lyon:




Jogando em casa, o Boulogne precisava vencer para espantar a incômoda posição. Guyot apostou na dupla Kapo e Lorca para surpreender a defesa dos gones. Veja como ficou a formação tática do Boulogne:




A partida se iniciou com poucas movimentações consideráveis. O jogo era morno e sem nenhum atrativo. Nos primeiros 15’, as únicas chances reais de gols saíram dos pés de Michel Bastos que se movimentava bem e buscava sempre trocar os lados do campo. O brasileiro não encontrava nenhuma dificuldade para penetrar na defesa adversária

O Boulogne só assustou aos 19’, com Cuvillier, mas o goleiro Lloris, com muita ousadia saiu bem do gol e fez boa defesa antes do atacante finalizar.


FOTO: Yahoo.fr

A partir de então a partida ficou embolada. Nenhum time parecia querer ter vontade de chegar ao objetivo. Talvez o frio possa ter contribuído para não ter acontecido nenhum lance de grande perigo, ou alguma jogada diferenciada.

Pelo Lyon, Gomis até se esforçava e buscava a bola, mas as vezes era atabalhoado e não conseguia sequer o domínio de bola. E pelo lado do Boulogne, Kapo também dava sangue, mas parecia jogar sozinho, devido à qualidade do seu plantel.


FOTO: FranceFootball.fr

Já no segundo tempo, ao menos um time parecia querer mudar esse panorama que se instaurou na primeira etapa. O Boulogne entrou determinado a buscar a vitória e em 10’ fez tudo o que não tinha feito nos 45 iniciais.

Conseguiram assustar Lloris ao menos quatro vezes, enquanto o Lyon, afoito, não conseguia se impor.

Puel tentou fazer alterações, para talvez gerar alguma mudança física. Govou deixou o gramado e entrou Delgado. Lisandro também adentrou o campo, para a saída de Bodmer. A volta do argentino, depois da lesão, já era programada. Ele precisa pegar ritmo com rapidez para enfrentar o Real Madrid.

Bodmer e Govou, de fato, não fizeram absolutamente nada no primeiro tempo. É até aceitável a má atuação de Bodmer. Ele está sem ritmo e não jogou na sua posição de origem. No entanto, o Govou jogar dessa forma é inaceitável. Ele é convocado com freqüência para a seleção, é blindado por Puel e por Domenech, mas nunca justificou a sua titularidade. Além de tudo é um jogador polêmico. Não dá para entender como ele tem essa adoração.

Apesar da supremacia um pouco maior do Boulogne, o segundo tempo ainda não tinha o ritmo de jogo que parecia se instaurar. Com o tempo, a partida voltou a ser sorumbática, e assim se prolongou até o fim. Claro que Delgado e Licha deram um novo ritmo ao Lyon, mas não o suficiente para reverter o quadro do duelo.


FOTO: L'Equipe

Aos 35’, Puel ainda queimou sua última alteração. O constante Michel Bastos saiu para a entrada de Pjanic, que recentemente recebeu várias críticas da imprensa francesa.
Assim que o bósnio entrou, ocorreu um lance polêmico: Em ataque do Lyon, o zagueiro do Boulogne fez o corte e a bola sobrou para o goleiro Bédenik. O árbitro interpretou como recuo e o OL teve uma cobrança de tiro livre indireto, dentro da área do adversário.

Mas o próprio Bédenik armou bem a barreira, evitando assim o único gol da partida.

No finzinho o Boulogne ainda teve um jogador expulso. Lachour, que já tinha o amarelo, discutiu com o juiz e foi para o chuveiro mais cedo.

E terminou assim, um zero a zero muito ruim de ser assistido. Uma partida sem brilho, sem determinação e sem objetividade. Infelizmente.

Agora o Lyon se prepara para ir até a Espanha. Vai enfrentar o Real Madrid pela segunda mão das oitavas de finais da Champions League. O jogo é encarado como a partida do ano para os franceses. Quarta-feira, 16h45.


FOTO: Lfp.fr

sexta-feira, 5 de março de 2010

[27ª Rodada - LIGUE 1] - Boulogne Vs. Lyon

Time do meia-atacante brasileiro Ederson está em terceiro lugar, dois pontos atrás de Bordeaux e Montpellier



FOTO: olweb.fr


O Lyon entra em campo neste sábado, às 14h (horário de Brasília), contra o Boulogne, no estádio de la Libération, procurando a vitória para assumir a primeira colocação do Campeonato Francês. O time encontra-se na terceira colocação, com 49 pontos ganhos, dois apenas atrás do Bordeaux, que divide a ponta com o Montpellier, ambos com 51.

O meia-atacante Ederson alerta para os perigos do duelo contra o rival, que luta para melhorar sua posição na competição.

- Temos que entrar atentos, pois será muito complicada. O Boulogne está na zona de rebaixamento e vai fazer tudo para nos derrotar e sair dessa situação complicada. Por isso, não podemos vacilar em nenhum momento - destacou.

Sobre a possibilidade de assumir o primeiro lugar do campeonato, o camisa 10 mostrou-se cauteloso.

- Temos uma grande chance de voltar à liderança, mas não podemos nos empolgar antes. Vai ser um duelo difícil. Exploraremos todo o potencial da equipe para, quem sabe, chegarmos à primeira colocação - concluiu.


FONTE: Globoesporte.com


LYON:

GOLEIROS: Hugo LLORIS e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Anthony RÉVEILLÈRE e Aly CISSOKHO;
ZAGUEIROS: CRIS, Dejan LOVREN e Jean-Alain BOUMSONG;
VOLANTES: Mathieu BODMER, Jérémy TOULALAN, Jean II MAKOUN e Maxime GONALONS;
MEIAS: Kim KÄLLSTRÖM, Michel BASTOS, Honorato EDERSON e Miralem PJANIC;
ATACANTES: Bafétimbi GOMIS, Sydney GOVOU, Cesar DELGADO e Lisandro LOPEZ;
TÉCNICO: Claude PUEL;
DESFALQUES: François CLERC e ANDERSON



BOULOGNE:

GOLEIROS: Florian BAGUE e Jean-François BÉDÉNIK;
LATERAIS: Guillaume BORNE e Anthony LECOINTE;
ZAGUEIROS: Yoan LACHOR e Habib BELLAÏD;
VOLANTES: Bakary SOUMARÉ, Laurent AGOUAZI e Guillaume DUCATEL;
MEIAS: Marcq DAMIEN, Johann RAMARRÉ, Dorian LÉVÊQUE e Frédéric DA ROCHA;
ATACANTES: Alexandre CUVILLIER, Fabien ROBERT, Juan Gonzalo LORCA, Olivier KAPO e Mustapha YATABARÉ;
TÉCNICO: Laurent GUYOT;
DESFALQUES: Damién PERINELLE, Nicolas RABUEL, Zargo TOURÉ, Grégory THIL, Daniel MOREIRA e Kevin DAS NEVES

quinta-feira, 4 de março de 2010

Bastos lança aviso

Michel Bastos sabe que o Lyon defrontará um Real Madrid que tentará redimir-se da derrota sofrida na França, mas diz que a sua equipe joga melhor quando defronta equipas mais fortes.





Em novembro, quando Michel Bastos estreou pela seleção do Brasil, o lateral foi (ainda mais) comparado a Roberto Carlos pelo seu talento para cobrar faltas. Por coincidência, caso deseje seguir o seu compatriota, Bastos precisa conquistar a UEFA Champions League. O Olympique Lyonnais precisará de eliminar, na quarta-feira, o Real Madrid.


O Lyon parte para o jogo da segunda mão em vantagem, por 1-0, graças a um soberbo gol de Jean II Makoun no jogo realizado na França, o que dá aos gauleses uma boa oportunidade para festejar a qualificação no Estádio Santiago Bernabéu. "Les Gones" tiveram resultados distintos em 2009/10, mas, por exemplo, já eliminaram o Liverpool na presente temporada e Michel Bastos concorda com Karim Benzema, que acredita que a sua antiga equipa joga melhor frente a clubes mais fortes.


"Desde o início da temporada temos jogado bem contra grandes equipes e, algumas vezes, frente a adversários mais fracos, passamos por grandes dificuldades", disse Bastos, que ingressou no Lyon em Julho, proveniente do Lille, ao UEFA.com. "Concordo com o Karim, que o Lyon tem jogadores talentosos, que sempre jogaram bem contra grandes equipes". Contudo, o lateral de 26 anos não tem dúvidas que o Real Madrid também melhorará o seu jogo relativamente ao duelo da primeira mão. "Será uma história completamente diferente perante o seu público, no seu estádio", acrescentou Michel Bastos. "E sabemos que eles irão exibir-se em um bom nível, pois sabemos que eles querem passar uma boa imagem, algo que não fizeram em Lyon".


O brasileiro não tem medo do ambiente do Bernabéu. "Quando ouço os torcedores gritarem, penso que é para mim e isso funciona como uma motivação suplementar. Acho que jogar em um estádios destes é fantástico. Qualquer jogador adoraria pisar naquele gramado. Creio que será uma grande oportunidade, mesmo sabendo que teremos milhares de torcedores contra nós. Setenta, oitenta [mil], não sei. No campo, os nossos adversários [onde se inclui Cristiano Ronaldo] têm duas pernas como nós, têm as mesmas capacidades. Tudo se decidirá lá".


Um desses adversários tem "apenas duas pernas", mas certamente impressiona Michel Bastos. "Atualmente, não têm falado muito dele, mas é um jogador que encontro quando jogo pela seleção: Kaká. Ele tem-me impressionado desde que jogava no Milan. Tem sido criticado atualmente, mas é um grande jogador, que aprecio bastante, pelas suas qualidades físicas e pela qualidade do seu futebol. Ele é alguém que trabalha bastante para a equipe. Não é [apenas] por ser brasileiro, mas adoro o seu jogo, o seu futebol", frisou.


Michel Bastos, é claro, espera jogar este Verão ao lado de Kaká numa seleção campeã do Mundo e não esquecerá a emoção que marcou a sua estreia em Novembro, frente a Omã. "Bem... é quase impossível de descrever. Foi um sonho vestir a camisa do Brasil. Trabalhei bastante. Comecei a jogar desde muito jovem. Comecei quando tinha 13 anos. Era o meu sonho ser profissional de futebol e representar o Brasil. E consegui".


ADAPTADO DE: pt.uefa.com