quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Com gol no fim, Lyon vence Chornomorets Odessa e avança na Liga Europa

Filipe Frossard Papini


Equipe francesa enfrenta, agora, nas oitavas de final, o Vitória Pilsen, da República Tcheca




Depois de empatar sem gols com o Chornomorets Odessa na partida de ida da segunda fase da Liga Europa, disputada na Ucrânia, o Lyon bateu o adversário em casa, nesta quinta-feira, por 1 x 0, e classificou-se para as oitavas de final da competição.

O gol que deu a classificação aos franceses saiu no fim do jogo, aos 35 minutos do segundo tempo. Alexandre Lacazette foi o autor do tento salvador, que evitou a prorrogação e fez com que o Lyon avançasse no certame continental.

Na próxima fase, a equipe francesa enfrenta o Vitória Pilsen, da República Tcheca que também eliminou uma equipe ucraniana, o Shakhtar Donetsk, após surpreender o adversário, na Ucrânia, por 2 x 1.
uma vitória por qualquer placar dá a vaga ao OL. Até lá!

FOTO: Reuters
FONTE: Placar.abril.com.br

GOL DA PARTIDA:


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

[Liga Europa - 13/14] - 16 avos de final: Lyon x Chornomorets Odessa

Filipe Frossard Papini


FOTO: olweb.fr

Na primeira partida, sob uma massa de protestos na Ucrânia, o Lyon visitou o Odessa com um time reserva mesclado com jogadores do time B e conseguiu arrancar um empate sem gols. Agora, na partida de volta, serão esperados mais de 25 mil torcedores no Stade Gerland e o OL terá o seu time principal para poder fazer valer a sua superioridade. Basta uma vitória para que a vaga nas oitavas de final da Liga Europa seja conquistada. Um empate sem gols leva a partida para a prorrogação. Um empate por gols, independentemente de quantos marcados, dá a classificação ao time ucraniano.

A partida será transmitida, ao vivo, às 17h05 de Brasília, pelo site Terra, via internet. Abaixo, confira os jogadores relacionados pelo Lyon. O time ucraniano não enviou sua relação.


LYON:

GOLEIROS: Rémy VERCOUTRE e Anthony LOPES;
LATERAIS: Corentin TOLISSO, Miguel LOPES, Henri BEDIMO;
ZAGUEIROS: Milan BIŠEVAC, Samuel UMTITI e Bakary KONÉ;
VOLANTES: Jordan FERRI, Gueïda FOFANA e Arnold MVUEMBA;
MEIAS: Steed MALBRANQUE, Clément GRENIER;
ATACANTES: Gaël DANIC, Alexandre LACAZETTE, Bafétimbi GOMIS, Jimmy BRIAND e Cliton N'JIE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Maxime GONALONS, Yoann GOURCUFF, Farès BAHLOULI e Yassine BENZIA



CHORNOMORETS ODESSA:

GOLEIROS:
LATERAIS:
ZAGUEIROS:
VOLANTES:
MEIAS:
ATACANTES:
TÉCNICO:
DESFALQUES:


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Goleiros brilham. Lille e Lyon ficam no zero

Filipe Frossard Papini


Partida muito truncada e boas chances pelos dois lados deram a tônica da partida que, merecidamente, terminou empatada




Duas equipes e um foco: o G4 do Campeonato Francês. O Lille, que entrava em campo na 4ª colocação na tabela, tinha a necessidade de vencer para re-ultrapassar o Saint-Étienne e voltar para a terceira colocação. O Grand Stade Lille Metrópole recebia, para encerrar a 26ª rodada da Ligue1, o Lyon. O time heptacampeão francês começou o jogo como 6º colocado, podendo ultrapassar o Marseille e ficar colado no... Lille! Um jogo que tinha muitas nuances e interesse nítido dos dois clubes para vencer a qualquer custo. O OL, no meio da semana, foi capaz de poupar seu time titular na Liga Europa para pode priorizar o Campeonato Francês. Por essas e por outras é que a partida de hoje tinha elementos especiais para ser um grande jogo.

Sem desfalques para a partida de hoje, René Girard armou sua equipe no 4-3-3 com um meio de campo bastante defensivo e esperando as qualidades ofensivas de Kalou e Roux para resolver a partida lá na frente. Defensivamente, a dupla de zagueiros também era um ponto forte da equipe do LOSC: Kjaer e Rozehnal (este último, substituindo Marko Basa) colocava muita experiência dentro de campo e poderia ser fator preponderante para uma consistência defensiva, que quase sempre falta em times do Campeonato Francês. No banco, o Lille ainda tinha boas armas ofensivas como Ruiz, Ryan Mandes e Rodelin, caso precise mudar o panorama do jogo no segundo tempo. Abaixo, veja como ficou a formação inicial:




Diferentemente de algumas partidas recentes, e com o desfalque de Gourcuff e Dabo, o Lyon entrou em campo com um time ligeiramente diferente. No meio, Ferri herdou a vaga de Yoann e força o time a jogar com uma formação com três volantes – assim como o Lille. Dessa forma, o OL dependia exclusivamente de Grenier para armar todas as jogadas de ataque do time, podendo ser municiado por Fofana, que tem facilidade para sair jogando com a bola no pé. Na zaga, com a ausência do suspenso Bisevac, Bakary Koné herdou a vaga e formou, normalmente, a dupla de zaga com Samuel Umtiti. Abaixo você pode ver como ficou armado o OL para a partida deste domingo:




Primeiros momentos de um jogo muito intenso no Grand Stade. A quantidade de volantes de marcação dentro de campo permitia uma partida pegada, com erros de passes e muitas faltas. Henri Bedimo sofreu nos primeiros minutos. Levou cotovelada (não intencional, ok. Mas chegou a tirar sangue do lateral), levou carrinho por trás e quase precisou deixar o campo. Sinal de que a partida tinha, sim, elementos de muita tensão em busca da vitória.


A primeira oportunidade de gol – que nem foi tão evidente assim – surgiu somente aos 25’ de jogo. Nolan Roux, o homem mais eficiente do time do LOSC, viu a oportunidade no clarão da defesa do Lyon e arriscou um chute de fora da área. A bola passou com ligeiro perigo, ao lado da trave direita de Anthony Lopes. Posteriormente a este lance, Roux tentou, mais uma vez, de fora da área, mas neste caso, mandou muito alto, lá na arquibancada.

Roux, que já se tornava um dos protagonistas da partida ainda na primeira metade do primeiro tempo, também foi o primeiro a receber um cartão amarelo na partida. Em jogada de ataque do Lille, ele subiu junto com Umtiti, que sem intenção, colocou a mão na bola na hora da disputa. Ele reclamou com veemência a não marcação da penalidade e foi advertido de maneira ríspida pela arbitragem.


Com a quantidade de marcadores dentro de campo e a falta de gente criativa, o jogo se mostrava bastante truncado no primeiro tempo. O Lyon, por exemplo, tinha Grenier e Lacazette praticamente anulados em meio do monte de defensores dos Dogues. Dessa maneira, o time via-se forçado a subir seus laterais para, ao menos, conseguir um único lance de perigo na partida. As bolas alçadas na área, quase sempre procurando Gomis, também não surtiam muitos efeitos.

Por outro lado, o OL também não tinha problemas defensivos. O LOSC, mesmo jogando em casa, não incomodava. O problema era o mesmo. O OL estava muito bem resguardado por seu setor de marcação e quase não dava espaços para Kalou, Roux e Origi aparecerem para criar oportunidades, salve raríssimos lances de jogadas individuais, que nunca davam alguma resposta plausível para o torcedor presente no Grand Stade... Que ainda assim apoiava muito o seu time dentro de campo.


No finalzinho do primeiro tempo, o Lille até conseguiu esboçar uma pressão. Colocou várias bolas dentro da área do Lyon, mas não chegou a criar nenhuma grandiosa oportunidade, daquelas de tirar o fôlego do torcedor dos Gones. De todo modo, o time do LOSC foi, ligeiramente, mais eficiente e teve, ao menos, chance para marcar. O OL, nem isso chegou a criar na primeira etapa.

O segundo tempo começou um pouco mais movimentado. O Lyon, no primeiro instante da etapa final, quase assustou o goleiro Enyeama com um lance de perigo de Gomis. Mas a arbitragem já marcava uma irregularidade. A resposta do Lille veio alguns minutos depois, em cobrança de escanteio que Rozehnal cabeceou e Jordan Ferri tirou a bola em cima da linha, afastando o perigo.


Aos 16’ da etapa complementar, o Lille quase abriu o placar em duas grandes oportunidades seguidas. Primeiramente, em jogada de Kalou. Ele atuou pelo lado esquerdo e colocou a bola na área. No bate rebate, sobrou para Origi finalizar e Anthony Lopes fazer uma bela intervenção com o pé. Crucial! No lance seguinte, Gueye roubou a bola de Bedimo e cruzou rasteiro. A bola chegaria macia para Roux fazer o gol, mas Lopes apareceu de novo para intervir e ser decisivo mais uma vez.

O Lyon demonstrou reação antes mesmo dos 20’ do segundo tempo. Henri Bedimo avançou pelo lado esquerdo e achou Clément Grenier se infiltrando na área. O meia do OL recebeu a bola e, mesmo pressionado pela defesa, conseguiu, com um toque sutil, encobrir Enyeama. Já até dava para sair comemorando o gol quando, de maneira crucial, Souaré apareceu e salvou o Lille, tirando a bola em cima da linha.


Aos 24’ da etapa final, a primeira alteração da partida. René Girard trocou Nolan Roux – que saiu chateada com a alteração – e colocou Ryan Mendes. E o jogo ficava cada vez melhor. Depois da troca, o Lyon apareceu por duas vezes ao ataque. Primeiro com Koné, após cobrança de escanteio de Grenier. Depois foi a vez de Lacazette aproveitar a falha da saída de bola do LOSC para criar uma jogada individual e quase surpreender toda a defesa dos Dogues. O Lille respondeu, depois com um chutaço de Origi que fez a bola bater no travessão após ligeiro desvio de Lopes.

Mas a grande oportunidade do segundo tempo apareceu mesmo aos 30’. Gueïda Fofana, que estava apagado no jogo, descobriu Lacazette se movimentando em direção ao gol. Com o passe feito, o atacante do Lyon recebeu em ótimas condições para marcar, mas foi afoito. Ele bateu firme, mas sem direção. Enyama fez uma ótima defesa e aliviou o iminente perigo de gol dos Gones.


Faltando um pouco mais de cinco minutos para o fim do jogo, Maxime Gonalons precisou deixar o campo de maca e deu lugar ao jovem Corentin Tolisso. Ele jogaria no meio e o OL voltava ao 4-2-3-1, com Ferri e Fofana na volância e fazendo a trinca ofensiva com Lacazette e Grenier. Ainda houve tempo para Tolisso perder um gol na grande área e o Lille ainda ter um gol anulado, de Ronny Rodelin, que entrou nos acréscimos no lugar de Origi. Mas o destino queria que o jogo terminasse mesmo com o placar em branco.

Fim de papo! Com o empate, o Lille passou o St.Étienne na tabela e o OL se manteve em 6º. O próximo adversário agora é o Chernomorets Odessa, pelo jogo de volta da Liga Europa. A partida será no dia 27/02, quinta-feira, às 18h05. O jogo será no Stade Gerland e uma vitória por qualquer placar dá a vaga ao OL. Até lá!

FOTO: olweb.fr / L'Equipe.fr


MELHORES MOMENTOS:
video

Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

sábado, 22 de fevereiro de 2014

[LIGUE1 – 13/14] 26ª Rodada - Lille x Lyon

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

Vivendo um momento mágico na temporada, o Paris Saint-Germain visita o Toulouse, neste domingo, em confronto válido pela 26ª rodada do Campeonato Francês. O time da capital lidera a competição com 58 pontos e caminha a passos largos para concretizar o sonho do bicampeonato.

Além de atravessar um grande momento no Campeonato Francês, o Paris Saint-Germain vem brilhando na Liga dos Campeões da Europa. Na terça-feira passada o time parisiense, mesmo jogando na Alemanha, goleou o Bayer Leverkusen por 4 a 0 e deixou bem encaminhada a sua classificação para as quartas de final.

Ainda neste domingo, o Lille, terceiro colocado com 45 pontos, pega o Lyon, que tem cinco pontos a menos e pretende lutar por uma vaga na próxima Liga dos Campeões. Por sua vez, o Saint-Étienne, uma das surpresas do campeonato, com 42 pontos, visita o Bastia, que tem 36 pontos, no sábado.

FONTE: GazetaEsportiva.Net

Abaixo, confira os jogadores relacionados pelos dois times. A partida será transmitida, ao vivo, pela ESPN, às 17h de Brasília.


LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Henri BEDIMO, Miguel LOPES e Corentin TOLISSO;
ZAGUEIROS: Bakary KONÉ, Mouhamadou-Naby SARR e Samuel UMTITI;
VOLANTES: Gueida FOFANA, Jordan FERRI, Arnold MVUEMBA e Maxime GONALONS;
MEIAS: Clément GRENIER, Steed MALBRANQUE;
ATACANTES: Bafétimi GOMIS, Jimmy BRIAND, Gaël DANIC e Alexandre LACAZETTE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Mouhamadou DABO, Milan BISEVAC, Yoann GOURCUFF e Yassine BENZIA


LILLE:

GOLEIROS: Vincent ENYEAMA e Steeve ELANA;
LATERAIS: Pape SOUARÉ;
ZAGUEIROS: Marko BASA, Adama Soumaoro, Simon KJAER e David ROZEHNAL;
VOLANTES: Rio MAVUBA, Florent BALMONT, Idrissa GUEYE e Djibril SIDIBÉ;
MEIAS: Jonathan DELAPLACE e Soualiho MEÏTÉ;
ATACANTES: Salomon KALOU, Ronny RODELIN, Nolan ROUX, Divock ORIGI, John Jairo RUIZ e Ryan MENDES;
TÉCNICO: René GIRARD;
DESFALQUES(?)


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Lyon anula ameaça do Chornomorets

Filipe Frossard Papini


Olexiy Antonov e Steed Malbranque desperdiçaram as melhores oportunidades das respectivas equipes e o placar em branco permaneceu até o fim




Um empate sem gols entre Chornomorets Odessa e Olympique Lyonnais deixou tudo em aberto para a segunda fase dos 16 avos de final da UEFA Europa League.

Sem disputar um jogo oficial desde 12 de Dezembro, o Chornomorets apresentou-se longe da melhor forma física, e os atacantes Olexiy Antonov e Ivan Bobko podiam ter feito mais para importunar o goleiro do OL, Rémy Vercoutre. Do lado do Lyon, contudo, Steed Malbranque seguiu o exemplo dos adversários e desperdiçou aquela que foi, talvez, a melhor ocasião de gol de todo o jogo, no meio do primeiro tempo.

Direto e agressivo desde o apito inicial, o Chornomorets pareceu disposto a fazer uma enorme pressão no Lyon, mas Rémy Vercoutre mostrou-se seguro e defender qualquer oportunidade que o adversário criava. Os visitantes tentavam jogar com a bola pelo chão e, num lance de contra-ataque, podiam mesmo ter ganho vantagem, mas o goleiro da casa, Yevhen Past, mostrou o seu valor ao evitar o chute de Steed Malbranque.

Os remates na direção do alvo terminaram por aí; Olexiy Antonov mandou por cima do gol uma cobrança de falta, antes de, com uma finalização acrobática, proporcionar uma defesa fácil a Vercoutre. O arqueiro do Lyon voltou a trabalhar após o intervalo, saindo bem aos pés de Bobko que, sem ângulo, acabou por chutar ao lado de sua meta.

Jimmy Briand proporcionou, depois, uma boa defesa a Past no outro lado do campo e, na resposta, Pablo Fontanello mandou por cima da trave, após um raro momento de desconcentração da defesa do Lyon. Já no fim do jogo, Anatoliy Didenko, vindo do banco, cabeceou para fora aquela que foi a última oportunidade de gol do Chornomorets.

ADAPTADO DE: pt.uefa.com
FOTOS: olweb.fr


MELHORES MOMENTOS:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

[Liga Europa - 13/14] - 16 avos de final: Chornomorets Odessa x Lyon

Filipe Frossard Papini


FOTO: olweb.fr

Outro grande a entrar em campo amanha é o Lyon. A equipe francesa vai até a Ucrânia para enfrentar o Chornomorets Odessa. O Lyon foi o líder do grupo I com 12 pontos e está invicto na competição. Já o time ucraniano se classificou porque, entre os terceiros colocados, teve uma das melhores campanhas, com 7 pontos.

ADAPTADO DE: Futebol Interior

A partida será transmitida, ao vivo, às 15h de Brasília, pelo site Terra, via internet. Abaixo, confira os jogadores relacionados pelo Lyon. O time ucraniano não enviou sua relação.


LYON:

GOLEIROS: Rémy VERCOUTRE e Mathieu GORGELIN;
LATERAIS: Mehdi ZEFFANE e Corentin TOLISSO;
ZAGUEIROS: Mouhamadou-Naby SARR, Romaric N'GOUMA, Milan BIŠEVAC e Bakary KONÉ;
VOLANTES: Jordan FERRI, Kevin TSIMBA e Arnold MVUEMBA;
MEIAS: Farès BAHLOULI e Steed MALBRANQUE;
ATACANTES: Gaël DANIC, Nabil FEKIR, Rachid GHEZZAL, Jimmy BRIAND e Cliton N'JIE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Mouhamadou DABO e Yassine BENZIA


CHORNOMORETS ODESSA:

GOLEIROS:
LATERAIS:
ZAGUEIROS:
VOLANTES:
MEIAS:
ATACANTES:
TÉCNICO:
DESFALQUES:


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Lanterna da Ligue1 não cria obstáculos e Lyon vence tranquilo

Filipe Frossard Papini


Ajaccio entrou com uma postura muito defensiva e deu campo para o OL jogar seu futebol sem muitos contratempos. Vitória tranquila no Gerland!




Pela Ligue1, o Lyon vem mostrando uma gigante reação desde o fim do ano passado. O time se acertou muito depois da implementação do 4-4-2 e com Gourcuff voltando a apresentar um futebol brilhante, digno de protagonista. O mês de dezembro foi ótimo, janeiro foi perfeito e fevereiro a coisa já não ficou tão brilhante assim. Na última semana, o OL acabou sendo eliminado pelo Lens, da Ligue1, e não joga mais a Copa da França. O heptacampeão nacional era o único clube francês que ainda disputava quatro competições ao mesmo tempo. Agora, o foco era voltado para o Campeonato Francês, pois não havia tempo para lamentações e escorregões na tabela.

Em campo, sem poder contar com Gourcuff, Dabo, Ghezzal e Benzia, Rémi Garde deixou de fora da relação nomes como Malbranque, Zeffane e Danic. Além disso, o treinador do OL optou por fazer uma pequena variação no seu 4-4-2 em losango. Ele optou por começar com Jordan Ferri no meio. Ganhava mais marcação no setor e liberava 100% Grenier para encostar em Lacazette e Gomis lá na frente. A estratégia também parecia visar uma flutuação maior dos laterais, tanto Miguel Lopes como Henri Bedimo, que possuem ótimas características ofensivas. Abaixo, você pode conferir como ficou a formação inicial do Lyon para essa partida do domingo:




O Ajaccio, sob o comando do interino Christian Bracconi, tinha a missão de derrotar o Lyon fora de casa e começar a tentar sair da incomoda situação de ser o lanterna da competição. Para o jogo de hoje, o elenco também tinha quatro desfalques: Bonnart, Zubar, Pedretti e Camara. Quatro nomes de extrema importância para o time. E já temendo pelo pior, o treinador armou a equipe de maneira muito defensiva. Parecia que um empate já seria o suficiente para o time da Córsega voltar feliz para a ilha. O 5-3-1-1 foi a formação inicial e tinha como principal nomes nos meias Lasne, Cavalli e o goleiro Ochoa. Abaixo você pode ver como ficou o time que enfrentou o OL nesta manhã:




A formação tática extremamente defensiva do Ajaccio chamou o time do Lyon pra cima desde o começo da partida. Sem muitas opções de saída de jogo, os visitantes se fechavam bastante com seus cinco homens defensivos e esperava o  OL perder a bola para partir em contra-golpe – que muitas vezes passava longe de funcionar. Logo nos primeiros minutos de partida rolando, o time da casa quase abriu o placar.

A principal chance no começo do jogo foi uma ótima jogada tramada por Lacazette. Ele roubou a bola da defesa do Ajaccio na saída de bola e avançou. Rapidamente fez a ligação com Grenier que abria o jogo pela direita. O meia, imediatamente, viu Gomis dentro da área e efetuou a assistência. Bafé conferiu de peixinho e abrira, ali, o placar do jogo. Mas o assistente já havia marcado a irregularidade. Impedimento marcado aos 4’ de jogo.

O ACA respondeu rapidamente. Diarra criou boa jogada pelo lado esquerdo do campo, sambou pra cima de Miguel Lopes e conseguiu um ótimo cruzamento para a área. A defesa do OL estava mal postada e não conseguiu evitar a finalização de Lasne, que cabeceou de raspão e ainda teve a qualidade de colocar a bola no cantinho esquerdo de Anthony Lopes. A bola passou com muito perigo pela linha de fundo.

Poucos minutos depois, Miguel Lopes descontou a jogada que sofrera quase que no lance anterior. Lacazette fez mais uma ótima jogada, passou da defesa meio que aos trancos e barrancos. A bola sobrou na entrada da área para o lateral português que, meio sem jeito e meio prensado pela defesa, conseguiu efetuar o chute. A bola pegou um efeito que, por muito pouco, não surpreende e encontre o goleiro Ochoa. O mexicano se esticou todo para mandar para escanteio.

O jogo se tornou aberto depois dessas boas oportunidades criadas pelos dois times logo cedo. Contudo, as chances claras de gol acabaram não aparecendo mais na primeira etapa. Somente aos 42’, foi quando outra grande oportunidade apareceu e o Lyon conferiu, abrindo o placar. Fofana dominou a bola na intermediária, não tinha espaços para avançar, devido a grande quantidade de defensores adversários. Ele conseguiu tabelar com Lacazette e recebeu em boas condições de bater. Dito e feito. Colocado, ele tirou do alcance de Ochoa e colocou o Lyon na frente! 1 a 0.

Logo no começo da segunda etapa, o Lyon sofreu uma baixa que poderia ser bastante prejudicial para o desenrolar da partida. Lacazette disputou bola com o adversário e, sem querer, acabou recebendo um tostão na coxa. Ele até tentou, mas não conseguiu continuar em campo. Acabou dando lugar a Jimmy Briand. Certamente, o OL perdia muita qualidade ofensiva, pois além de perder o melhor jogador do time, ainda tinha que aturar o razoabilíssimo Briand lá na frente.

E já no primeiro lance de Briand, ele mostrou ao que veio. Após linda jogada de Bedimo pela esquerda, ele apareceu em profundidade e em condições normais para marcar. Ao receber a bola dentro da pequena área, faltou o instinto de artilheiro. Ele bateu do jeito que dava na bola e acabou acertando o pé do goleiro Ochoa, que nem viu a defesa que acabava de fazer. Era, certamente, a melhor chance do OL na partida após o placar aberto.

Após o lance perigoso, Bracconi fez sua primeira alteração na partida. Trocou um centroavante por outro. Entrou Oliech no lugar do mediano Tallo. A mudança não surtiu qualquer efeito. O Ajaccio continuava com sua postura covarde, de receber o time do Lyon e esperar o erro. E isso deu espaço para o Lyon marcar o seu segundo gol. Uma jogada incrível de Bedimo pela esquerda. Ele encarou a marcação, avançou, foi até a linha de fundo e colocou, como se fosse com a mão, na cabeça de Briand, que só teve o trabalho de mirar pro gol. 2 a 0!

Depois de sofrer o segundo tento, o Ajaccio fez sua segunda alteração. Saiu Sigamary Diarra e entrou Claude Gonçalves. Certamente era mais uma mudança que não iria surtir nenhum efeito se a postura do ACA não fosse alterada. O time da Córsega não tinha qualquer lampejo de criatividade, qualidade ou intensidade. Era um time morto dentro de campo e só conseguia jogar no erro do adversário e nada mais.

Pelo Lyon, Rémi Garde se sentia tão seguro no jogo que decidiu inovar. Tirou Jordan Ferri, que fazia uma partida taticamente impecável, e colocou Bakary Koné. Na prática, o Lyon ficaria com três zagueiros. Mas não foi isso que aconteceu. Ele colocou Umtiti para fazer a lateral e liberou Bedimo para ter mais liberdade do lado esquerdo, atuando quase que como um ponta. Qualidade ele tem pra isso, restava saber como seria na prática.

Aos 34’ da etapa final, Bafé Gomis quase ampliou o placar. Após uma jogada maravilhosa, passando por três defensores – e deixando um deles no chão, inclusive – o atacante foi interrompido por Memo Ochoa, que interceptou muito bem a finalização do centroavante do Lyon, que havia feito tudo certo. Uma pena! Era pra ser um dos tentos mais bonitos da carreira do jogador.

Faltando um pouco menos do que dez minutos para o fim do jogo, o Ajaccio conseguiu diminuir a vantagem do OL. Em jogada de ataque, Oliech recebeu de costas para o gol, fez o giro sobre Bisevac com uma facilidade incrível e bateu, pro fundos das redes, do lado direito de Anthony Lopes. Não deu tempo de Bakary Koné chegar para fazer o corte. O Lyon sofreria no finalzinho da partida de maneira que não precisava. 2 a 1!

Rémi Garde faria sua última alteração aos 39’, com Corentin Tolisso entrando no lugar do português Miguel Lopes. Pelo ACA, Iakovenko adentrava aos gramados no lugar de Lasne. Para os visitantes, eram os últimos minutos para, ao menos, arrancar o empate. E isso dava espaço demais para o Lyon criar pequenas oportunidades. Em uma delas, a bola caiu nos pés de Briand. Ele viu Gomis ao lado de, somente, um marcador. O centroavante avançou, foi pra cima do marcador e quando teve a oportunidade, bateu colocado, no canto direito de Ochoa. 3 a 1! Fim de papo!

Agora o Lyon se foca na Liga Europa. Quinta-feira, dia 20/02, é dia de viajar até a Ucrânia e enfrentar o Odessa pelos 16 avos de final. A partida será às 15h do horário de Brasília. Até lá!

FOTO: olweb.fr / L'Equipe.fr


GOLS DA PARTIDA:



Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

sábado, 15 de fevereiro de 2014

[LIGUE1 – 13/14] 25ª Rodada - Lyon x Ajaccio

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

Na manhã deste domingo o Lyon recebe o Ajaccio, às 10h (de Brasília), no estádio Gerland, pela 25ª rodada do Campeonato Francês. O duelo vai unir dois times totalmente opostos na tabela de classificação. Em sexto, os anfitriões buscam se aproximar dos líderes. Já os visitantes, na última colocação, ainda sonham em escapar do rebaixamento.

Com 37 pontos, o Lyon está a sete da zona de classificação para a Liga dos Campeões, atualmente ocupada pelo Lille. Os donos da casa chegam confiantes, já que venceram na jornada passada e acumulam apenas sete derrotas. No entanto, na Copa da França foram eliminados, em casa, pelo Lens.

Do outro lado, o Ajaccio precisa vencer com urgência. Na lanterna do Francês, o clube triunfou em apenas duas oportunidades e já acumula um total de 14 insucessos e 41 gols sofridos.

A péssima campanha, porém, pode estar chegando ao fim. Na 24ª rodada, foram três gols marcados no Rennes, contra apenas um sofrido. A vitória deu alento à torcida, que ainda nutre a esperança de permanecer na elite do futebol francês na próxima temporada.

Oito pontos separam o Ajaccio do 17º colocado, primeiro fora da zona de rebaixamento, Évian TG, que, inclusive, tem uma pedreira pela frente. Ainda no domingo, encaram o terceiro colocado Lille, que tenta resgatar o bom futebol para voltar a almejar o título.

FONTE: GazetaEsportiva.Net

Abaixo, confira os jogadores relacionados pelos dois times. A partida não será transmitida por nenhuma emissora de TV brasileira.


LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Henri BEDIMO, Miguel LOPES e Corentin TOLISSO;
ZAGUEIROS: Bakary KONÉ, Milan BISEVAC e Samuel UMTITI;
VOLANTES: Gueida FOFANA, Jordan FERRI, Arnold MVUEMBA e Maxime GONALONS;
MEIAS: Farès BAHLOULI e Clément GRENIER;
ATACANTES: Bafétimi GOMIS, Jimmy BRIAND, Nabil FEKIR e Alexandre LACAZETTE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Mouhamadou DABO, Yoann GOURCUFF, Rachid GHEZZAL e Yassine BENZIA


AJACCIO:

GOLEIROS: Guillermo OCHOA e Oumar SISSOKO;
LATERAIS: Cédric HENGBART, Mehdi MOSTEFA e Nordine AIT-YAHYA;
ZAGUEIROS: Denis TONUCCI, Grenddy PEROZO, Claude DIELNA;
VOLANTES: Ricardo FATY, Claude GONÇALVES, Julien REMITI e Paul LASNE;
MEIAS: Sigamary DIARRA, Johan CAVALLI e Benjamin ANDRÉ;
ATACANTES: Yuri YAKOVENKO, Gadji TALLO e Dennis OLIECH;
TÉCNICO: Christian BRACCONI;
DESFALQUESLaurent BONNART, Ronald ZUBAR, Benoît PEDRETTI e Aboubacar CAMARA 


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Lyon sofre gol nos acréscimos, vai pra prorrogação e é eliminado pelo Lens

Filipe Frossard Papini


Pierrick Valdívia, formado nas categorias de base do Lyon, marcou de pênalti o gol de empate. Posteriormente, Gbamin fechou o caixão


FOTO: L'Equipe

O Lens é o último time classificado para as quartas de final da Copa da França. Nesta quinta-feira, a equipe eliminou o Lyon na prorrogação após empatar o jogo no último minuto com um gol do francês Valdivia.

Foi o Lyon abriu o placar aos 9min do primeiro tempo, após boa jogada de Miguel Lopes, que veio livre pela direita e cruzou no segundo poste. A bola acabou achando a cabeça de Briand, que cabeceou em direção ao chão e marcou o tento.

Os visitantes foram para cima no final da segunda etapa e conseguiram um pênalti no segundo minuto de acréscimo. O meia Pierrick Valdivia pegou a bola e empatou o jogo, levando a partida para a prorrogação.

O Lens virou aos quatro minutos do primeiro tempo da prorrogação. Após cobrança de escanteio, o goleiro Vercoutre saiu mal e Gbamin desviou de cabeça, deixando a bola no fundo das redes do Lyon e fechando o placar.

Agora, nas quartas, o Lens, equipe da segunda divisão do Campeonato Francês, encara o vice-líder da Ligue 1, o Monaco.

FONTE: Gazeta Esportiva


GOLS DA PARTIDA:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

[COPA DA FRANÇA] Oitavas de final - Lyon x Lens

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

Em confronto válido pelas oitavas de final da Copa da França, o Lyon recebe o Lens nesta quinta-feira, às 17h45 (de Brasília) tentando manter viva a possibilidade de conquistar a competição pela sexta vez em sua história. O último título da equipe no torneio foi ganho em 2012.

Para que o time volte a ser campeão, há outro oponente a ser derrubado além do Lens. O Lyon precisará afastar a "maldição" que tem assombrado os principais clubes franceses na Copa da França. Paris Saint-Germain, Olympique de Marseille, Saint-Étienne, Nantes e o atual campeão Bordeaux são alguns dos clubes da Ligue 1 que já se despediram da competição.

Em contra-partida, equipes como o surpreendente Cannes, da quarta divisão, e o Angers, da segunda, já estão garantidos nas quartas de final.

O Lyon, entretanto, se vê divido entre dois objetivos nesta reta final de temporada. A equipe ocupa a sexta posição do Campeonato Francês e possui sete pontos a menos que o Lille, atual terceiro colocado e dono da última vaga para a Liga dos Campeões.

Apesar da distância, o clube não abre mão do sonho de voltar ao principal torneio de clubes da Europa e aposta nas 14 rodadas restantes para tentar se aproximar dos líderes. Por outro lado, o título da taça nacional garante vaga na Liga Europa.

FONTE: ESPN.com.br

O SporTV2 e o Esporte Interativo farão, ao vivo, a transmissão da partida. Confira abaixo os relacionados pelo Lyon e pelo Lens.


LYON:

GOLEIROS: Mathieu GORGELIN e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Henri BEDIMO, Corentin TOLISSO, Miguel LOPES e Mehdi ZEFFANE;
ZAGUEIROS: Bakary KONÉ e Samuel UMTITI;
VOLANTES: Jordan FERRI, Arnold MVUEMBA e Maxime GONALONS;
MEIAS: Steed MALBRANQUE, Farès BAHLOULI e Clément GRENIER;
ATACANTES: Jimmy BRIAND, Bafétimi GOMIS, Gaël DANIC e Alexandre LACAZETTE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Mouhamadou DABO, Milan BISEVAC, Gueida FOFANA, Yoann GOURCUFF, Rachid GHEZZAL e Yassine BENZIA


LENS:

GOLEIROS: Samuel ATROUS e Alphonse ARÉOLA;
LATERAIS: Ludovic BAAL, Benjamin BOULENGER, Loïck LANDRE e Jean-Philippe GBAMIN;
ZAGUEIROS: Alassane TOURÉ, Alaeddine YAHIA;
VOLANTES: Wylan CYPRIEN, Benjamin BOURIGEAUD, Jérôme LEMOIGNE e Pierrick VALDIVIA;
MEIAS: Lalaina NOMENJANAHARY, Démé N'DIAYE e Edgar SALLI;
ATACANTES: Danijel LJUBOJA, Pablo CHAVARRÍA e Adamo COULIBALY;
TÉCNICO: Antoine KOMBOUARÉ;
DESFALQUES: Rudy RIOU, Patrick FRADJ, Rémy BONNE, Marcel TISSERAND, Ahmed KANTARI, Alharbi EL JADEYAOUI e Yoann TOUZGHAR


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

Le Podcast du Foot #50

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


Não foi desta vez que Ibrahimovic marcou
(FOTO: EuropaFootball.wordpress.com / PSG.fr)

O Campeonato Francês segue aberto. No duelo mais aguardado da temporada, Paris Saint-Germain e Monaco ficaram no empate por 1-1 e a distância entre os times permanece em cinco pontos, com os parisienses no topo da tabela.

Como não poderia deixar de ser, o confronto entre os líderes do campeonato foi o principal destaque de Le Podcast du Foot desta semana, que chegou a 50ª edição. Assim como nas semanas anteriores, a dupla Eduardo Madeira e Flávio Botelho foi responsável pelo andamento do programa, com as análises e opiniões a respeito do clássico.

O podcast também não deixou passar em branco as apresentações de Marseille, Lille e Lyon, que também foram marcantes na rodada.

Quer ouvir? É só clicar no player abaixo!

OUÇA O MATERIAL NO DISPLAY ABAIXO:


Ouça a TODAS AS OUTRAS EDIÇÕES do podcast.

Comente também nos blogs do Eduardo Junior, do Vinícius Ramos, do Flavio Botelho, do Eduardo Ramos, e do Bruno Pessa!

Passe aqui depois e me diga o que achou. Deixe seu pitaco, sua dica, sua reclamação e também a sua pergunta. Você pode ter seu nome lido no programa. Seja corneteiro. Faça parte do podcast!

Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Em jogo burocrático, Lyon é fatal e derrota Nantes em estádio lotado

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


Time da casa foi melhor em grande parte do jogo, mas não conseguiu ser eficiente. Lyon marcou quando deu e saiu com a vitória




Stade La Beaujoire: casa para quase 45 mil torcedores. Hoje, com 35 mil presentes. O Lyon visitava o Nantes com a missão de vencer e buscar, a cada dia, a parte de cima da tabela. Mas o time da casa disputa posições com o próprio OL e não podia deixar os adversários fazer algazarra em sua própria casa. Abrindo os jogos do domingo pela Ligue1, Nantes e OL tinham a faca e o queijo na mão para fazer uma grandiosa partida pela 24ª rodada do Campeonato Francês. O duelo entre o 7º colocado e o 9º dava ao vencedor uma respirada muito boa na busca pela ponta. E a promessa era, realmente, de um bom jogo.

Em campo, o treinador Michel Der Zakarian ia pra campo com força máxima. Apostando no 4-2-3-1 que variava para o 4-4-2 em momentos oportunos, o treinador franco-armênio tinha como a sua principal arma o centroavante Filip Djordjevic, artilheiro e capitão da equipe, jogador que foi pretendido por muitos times no último mercado de inverno mas que preferiu não abandonar o barco da boa campanha feita pelo Nantes até então. Outro ponto positivo do time do FCN era a sua defesa. Composta de Vizcarrondo e Djilobodji, os paredões pouco espaço dão para o adversário, seja no chão ou no alto. Abaixo, você pode ver como ficou a formação do Nantes para a partida:




O OL tinha os mesmos desfalques dos últimos jogos: Dabo, Miguel Lopes e Benzia. Mas, por outro lado, contava com reforço de Yoann Gourcuff, que conseguiu liberação do departamento médico para seguir pro jogo. O meia, que até essa semana ficaria de fora dos campos por um mês, apareceu relacionado para a partida de hoje e como titular. Com ele e Grenier no elenco, Rémi Garde poderia voltar a utilizar a formação que vinha dando muito certo até antes da derrota frente ao Rennes: o 4-4-2 com um losango no meio com Lacazette e Gomis na frente. Com as ausências de Dabo e Lopes, Mehdi Zeffane, o jovem lateral direito do Lyon B, mais uma vez tinha a chance de começar como titular e mostrar trabalho. Na imagem abaixo você pode ver como ficou o time do OL para o jogo:




Nos primeiros instantes da partida, o Nantes parecia querer fazer valer o seu fator casa. O Stade La Beaujoire praticamente lotado dava a munição que o time verde e amarelo precisava para mostrar o seu favoritismo na partida. Encurralando o Lyon dentro do seu campo de defesa, os recém promovidos da Ligue2 chegaram a incomodar bastante nos primeiros minutos a ponto de quase abrir o marcador. Só depois destes instantes iniciais é que o Lyon tentou retomar as rédeas do campo.


Ainda antes da metade do primeiro tempo, o Lyon tinha momentos que parecia se recuperar na partida, mas encontrava enormes dificuldades pra, pelo menos, chegar perto da área do adversário. O sistema que antes vinha funcionando, com dois atacantes, parecia ter sido absolutamente neutralizado por Der Zakarian. Enquanto isso, o Nantes não se omitia e a todo instante, aparecia para assustar o jovem goleiro Anthony Lopes.

Enquanto o Nantes realmente dominava a partida, o Lyon apareceu pela primeira vez. Bedimo carregava a bola pela esquerda e conseguiu fazer uma grande inversão de jogo até achar Grenier do outro lado do campo. O meia penetrou na área e cruzou rasteiro. Gomis estava lá para completar de carrinho. Mas Rémy Riou conseguiu defender. No rebote, Alexandre Lacazette não desperdiçou. De forma injusta, o OL abria o placar no Stade La Beaujoire. 1 a 0!


Na segunda etapa, o Lyon veio, logo de cara, com uma alteração. Bakary Koné entrava no lugar do sérvio Milan Bisevac. Provavelmente, o zagueiro lionês sentiu alguma lesão e pediu para ser substituído no intervalo. Taticamente, Rémi Garde não mexeu na estrutura do time, que se mantinha somente com a troca de zagueiros.

A etapa complementar seguia na mesma proporção da primeira. No começo, o Nantes pressionava bastante. Criava chances de gol, mas não conseguia transpor a meta de Anthony Lopes. Por outro lado, o Lyon só se defendia e esperava a oportunidade para ligar um contra-ataque. Contudo, a pouca velocidade de Bafé Gomis prejudicava bastante quando essas oportunidades apareciam.


Aos 9’ do segundo tempo, o Nantes criou uma ótima oportunidade em um lance sem muita pretensão. Veretout, quase do meio de campo, cobrou uma falta cruzada. Mas a bola pegou um efeito diferente e tinha um destino certo: o ângulo esquerdo do goleiro do Lyon. Anthony Lopes precisou se esticar muito para não ser surpreendido pela curva da bola e mandou para escanteio.

Aos 15’, o Lyon criou duas boas oportunidades em sequência. Bedimo venceu Cissokho pela esquerda, avançou até a região intermediária e cruzou pra área. Por lá, Gomis, por muito pouco, não encostou na bola para concluir o lance. Na sequência, após cobrança de escanteio, a segunda bola sobrou para Grenier que, de fora da área, ajeitou, tirou a zaga do lance e bateu firme... Mas por cima do gol.


Após o lance de perigo, duas alterações na partida: pelo Lyon, Jordan Ferri entrou no lugar de Yoann Gourcuff, que parece ter sentido, de novo, a mesma lesão que o incomodou durante as duas últimas semanas. Pelo Nantes, o bom Vincent Bessat deu lugar ao experiente Johan Audel. Uma alteração que, talvez, desagradou um pouco aos torcedores do Nantes, uma vez que Bessat vinha fazendo uma boa partida. Posteriormente foi a vez de Shechter entrar no lugar de Veretout. Era a segunda alteração de Der Zakarian na partida.

Aos 29’, o Lyon criou mais duas ótimas oportunidades. A primeira, foi através de uma boa jogada de Grenier na entrada da área. Com um toque somente, ele tirou três marcadores do lance e achou Gomis na área. O centroavante girou de forma muito bonita sobre Vizcarrondo e bateu firme. Riou defendeu! No lance seguinte, o Nantes tentou sair jogando, Ferri roubou a bola e na sequência do lance Riou novamente defendeu a finalização do OL, agora através de um chute forte de Grenier.


Percebendo a fragilidade pontual do seu time, Der Zakarian fez sua última alteração. Colocou Rémi Gomis no lugar de Lucas Deaux. E, imediatamente, tomou o segundo gol. Mais uma saída de bola errada. Dessa vez foi Lacazette quem foi proativo. Ele avançou e só tinha Rémy Riou na sua frente. Sem alternativas, o goleiro do Nantes saiu aos pés do atacante do OL e acabou derrubando-o. Pênalti marcado e muito bem convertido por Bafétimbi Gomis, que cobrou no mesmo canto do arqueiro, mas com muita força e precisão.

Faltando um pouco mais de cinco minutos para o fim do jogo, Rémi Garde fez sua última troca. Colocou Jimmy Briand no lugar de Lacazette. Com a sensação de que o jogo já estava ganho, Garde tomou uma punição. Logo após a troca, Rémi Gomis achou Filip Djordjevic na área. O passe não foi bem feito, mas Umtiti cortou mal e acabou entregando nos pés do atacante que diminuiu o marcador: 2 a 1.


Com um ímpeto de ataque, o Nantes acabou se afobando após o gol. Querendo o gol a todo custo, os jogadores se enervaram. Primeiro por uma falta que Grenier fez. O time todo do Nantes foi incisivo ao pedir o segundo cartão para o meio do Lyon. Djordjevic foi intenso na marcação e recebeu um amarelo. No lance seguinte, em cobrança de falta do time da casa, o árbitro paralisou o lance pegando alguma irregularidade. Visivelmente revoltado, Djordjevic pegou a bola e só de ameaçar jogá-la em Briand, acabou sendo expulso de forma direta pelo árbitro Nicolas Rainville.

A expulsão foi fundamental para o Nantes diminuir o ímpeto, a força e a vontade de empatar a partida. E ficou por isso mesmo. Não havia mais tempo para reação. E o OL conseguiu somar três importantes pontos, já que o adversário é páreo duro de ser batido dentro da casa deles. Próximo adversário: Lens, pelas oitaas da Copa da França, na próxima quinta-feira, 13/02, às 17h45, horário de Brasília. O jogo será no Stade de Gerland em partida única. Até lá!

FOTO: football.fr / L'Equipe / FranceFootball.fr / LFP.fr / fcnantes.com / Football365.fr / olweb.fr


GOLS DA PARTIDA:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter