terça-feira, 29 de abril de 2014

Lyon domina, goleia Bastia e segue vivo em busca de uma vaga na Europa League

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi
ViaVavel Brasil


Os Gones se afirmaram do primeiro até o último minuto contra um adversário apático e não tiveram dificuldades de abrir um placar largo; Nabil Fekir , revelação do Lyon, foi o destaque da partida com um gol e duas assistências




O Lyon se impôs em casa e venceu o Bastia por 4 a 1 na 35ª rodada da Ligue 1. Com a vitória, os Gones continuam na cola do Saint-Étienne com 58 pontos, dois a mais que os adversários, e ainda sonham com um tropeço dos Verts para assegurarem vaga na próxima edição da Europa League. O Bastia perdeu uma posição na tabela e caiu do 10º para o 11º lugar, com 44 pontos.


O Bastia não pôde contar com o experiente zagueiro Sebastien Squillaci, os laterais Gilles Cioni e Julien Palmieri e com o meia Milos Krasic. Já o meia Teofilou Maoulida e o atacante Djibril Cissé, que estavam retornando de lesão, não foram nem convocados por estarem se recuperando fisicamente. Entretanto, o defensor Féthi Harek voltou a ser relacionado após ter se recuperado de problemas musculares.

Já o Lyon teve a volta do goleiro Rémy Vercoutre, que cumpriu suspensão de três jogos após ter sido expulso quando estava no banco de reservas no jogo contra o Valenciennes. De resto, os desfalques são os mesmos. O lateral Miguel Lopes, o volante Gueïda Fofana, que recebeu uma má notícia e ficará ausente até o fim da temporada, e os meias Yoann Gourcuff e Clément Grenier.

Na 36ª rodada, que terá início no próximo final de semana, o Lyon fará o Choc des Olympiques, clássico contra o Marseille, no domingo (4) às 16h. O Bastia entra em campo dois dias antes, sexta (2), para receber o Lille em seu estádio às 15h30. Os jogos acontecerão no horário de Brasília.

Lyon se impõe e abre vantagem de forma tranquila


No primeiro tempo, desde o início o Lyon tentou impor seu jogo e teve sucesso. O Bastia chegou a levar perigo com alguns contra-ataques, mas fez pouco depois que os Gones abriram o placar.  Aos 14 minutos, com uma boa troca de passes, o Lyon foi empurrando o Bastia contra seu próprio campo e foi recompensado. O lateral Henri Bedimo recebeu a bola na ponta esquerda e numa lance individual, numa arrancada curta, o jogador conseguiu efetuar um cruzamento para o segundo poste, onde o atacante Bafetimbi Gomis fugiu da marcação do defensor, subiu livre e escorou direto para as redes de Mikael Landreau, abrindo o placar para o Lyon.

O Bastia tentava sair rápido no contra-ataque, mas não era efetivo na hora de trocar de passes. Com a pressão que o Lyon exercia, o clube perdia rapidamente a bola e ficava confuso a cada jogada trabalhada do adversário.


Fazendo um bom jogo, não demorou muito para o Lyon ampliar o placar. Com uma boa jogada em velocidade, Gomis recebeu lançamento da defesa e partiu direto para a área. Após dominar no peito, chutou cruzado e obrigou o goleiro Landreau a intervir, afastando a bola com os pés. No rebote, o jovem meia Nabil Fekir apareceu no centro da área e rematou para o gol sem nenhuma dificuldade, marcando o segundo do Lyon.

Na primeira etapa, o Lyon comandou a partida transformando seu domínio em gols e o Bastia foi inofensivo, tendo aproveitado um erro do lateral direito Christian Tolisso para criar uma situação de gol. A insatisfação do treinador do Bastia, Hantz, foi tanta que logo no primeiro tempo ele já resolveu mexer no time. Tirou o meia Wahbi Khazri, um dos principais jogadores da equipe e que não estava num dia feliz, para colocar o meia Julien Sablé. O Lyon ainda quase fez o terceiro no final do primeiro tempo, quando Nabil Fekir cobrou falta no ângulo esquerdo de Landreau e o goleiro esticou o braço para efetuar uma grande defesa e salvar o Bastia.

Bastia diminui, mas Lyon se recupera e dobra o placar

O segundo tempo mal teve início e o Bastia logo abriu o placar aproveitando uma confusão na área numa cobrança de escanteio. O goleiro Anthony Lopes subiu e afastou a bola, que sobrou no pé do defensor François Modesto. O jogador rematou para o gol e o atacante Gianni Bruno, que estava posicionado embaixo do gol praticamente, desviou o chute e fez com que a bola entrasse, diminuindo o placar para 2 a 1.


Mas a reação do Bastia logo foi freada, também numa jogada de escanteio. O meia Nabil Fekir foi preciso mais uma vez e lançou a bola direto na cabeça de Bakary Koné, que surgiu livre na pequena área e mandou direto para o gol, deixando a situação mais tranquila para o Lyon com um 3 a 1.

Aos 19 minutos, o Lyon transformou a vitória em goleada em mais uma bela jogada. Tocando desde a defesa, o ataque imprimiu um ritmo rápido com Alexandre Lacazette e Nabil Fékir, que seguiu até a entrada da área e tocou para o seu companheiro, que dominou com tranqüilidade no lado direito e fez o quarto do Lyon e o seu 15º na temporada.


Após o gol, o ritmo da partida diminuiu. Os visitantes ainda tentaram impor mais velocidade sobre a defesa do Lyon, mas foram previsíveis e não ameaçaram o goleiro Anthony Lopes.

Com poucos jogadores no campo de ataque, sem nenhuma profundidade e muito lento na transição, o Bastia não conseguiu quebrar o bom posicionamento defensivo do Lyon e não aproveitou os erros que a defesa adversária cometeu, tornando assim a derrota mais que merecida. Wahib Khazri e Ryad Boudebouz estiveram sumidos enquanto em campo, sendo que os dois são na teoria a principal fonte de criatividade da sua equipe.

Agora, o OL se foca para receber o Bastia, no próximo domingo, às 14h, pela 35ª rodada da Ligue1.

FOTOS: olweb.fr
FONTE: Vavel Brasil


MELHORES MOMENTOS:



Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

domingo, 27 de abril de 2014

[LIGUE1 – 13/14] 35ª Rodada - Lyon x Bastia

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

Neste domingo, o Lyon recebe o Bastia no Stade de Gerland já podendo ser a primeira partida do Campeonato Francês conhecendo o seu campeão. Isso se deve ao fato do PSG depender somente de uma vitória, na manhã de hoje, para consolidar de vez o seu bi-campeonato francês. Para o confronto de amanhã, ainda há uma vaga da Liga Europa em jogo para o OL. Por outro lado, o Bastia já não almeja nada na competição.

Abaixo, confira os jogadores relacionados pelos dois treinadores. A partida será às 12h deste domingo, no horário de Brasília, e não terá transmissão de nenhuma emissora de TV brasileira.


LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Rémy VERCOUTRE;
LATERAIS: Henri BEDIMO, Mouhamadou DABO e Corentin TOLISSO;
ZAGUEIROS: Milan BIŠEVAC, Bakary KONÉ e Samuel UMTITI;
VOLANTES: Jordan FERRI, Arnold MVUEMBA e Maxime GONALONS;
MEIAS: Gaël DANIC e Steed MALBRANQUE;
ATACANTES: Bafétimi GOMIS, Jimmy BRIAND, Nabil FEKIR, Rachid GHEZZAL e Alexandre LACAZETTE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Miguel LOPES, Gueïda FOFANA, Clément GRENIER e Yoann GOURCUFF


BASTIA:

GOLEIROS: Mickaël LANDREAU e Jean-Louis LECA;
LATERAIS: Féthi HAREK e Drissa DIAKITÉ;
ZAGUEIROS: François MODESTO;
VOLANTES: Abdoulaye KEITA, ROMARIC, Sambou YATABARÉ, Yannick CAHUZAC e Julien SABLÉ;
MEIAS: Ryad BOUDEBOUZ, Adama BA, Florian RASPETINO;
ATACANTES: ILAN, Whabi KHAZRI, Gianni BRUNO, Romain ACHILLI e Joseph BARBATO;
TÉCNICO: Frédéric HANTZ;
DESFALQUESGilles CIONI, Julian PALMIERI, Sébastien SQUILLACI e Milos KRASIC


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Lyon e Toulouse não saem do zero na tarde desta quarta

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


Jogo morno e quase sem oportunidades fechou a 34ª rodada da Ligue1 deixando o OL em 5º colocado




Após perder a decisão da Copa da Liga Francesa para o Paris Saint-Germain, para o Lyon, agora resta somente a Ligue1 para tentar conquistar, ao menos, uma vaga para a próxima edição da Liga Europa. Para isso, o time precisa segurar a 5ª colocação na tabela para herdar uma das duas vagas que o próprio PSG irá conquistar.

Na partida hoje, no primeiro tempo, quase nenhuma oportunidade foi criada pelas duas equipes. O Toulouse, até mesmo por jogar em casa conseguiu, ao menos, assustar o goleiro do Lyon, Anthony Lopes, em jogada construída por Martin Braithwaite e finalização de Ben Yedder. Contudo, a bola passou muito perto, mas não chegou a entrar.

Na segunda etapa, Ben Yedder apareceria de novo, após receber pelo passe de Étienne Didot. O atacante do TéFéCé dominou de peito e bateu de primeira. A bola explodiu na trave e arrancou suspiros dos pouco mais de 12 mil presentes no estádio Allée Gabriel Bienes.

A terceira oportunidade de gol foi quase uma repetição da segunda. Didot descolou um passe de quase 30 metros de distância e achou, de novo, Ben Yedder dentro da área. E, mais uma vez, o artilheiro do Toulouse pegou de primeira e levou perigo ao goleiro português do OL.

Por fim, a dupla Yedder e Braithwaite apareceria de novo. O descendente de tunisiano achou o dinamarquês penetrando na área do Lyon e fez um passe cortante. Após finalizar e acertar a trave novamente, Braithwaite, assim como todo o elenco do TFC, somente lamentou as chances perdidas.

O Lyon não conseguiu, em momento algum, criar oportunidades de gol. Bruno Genesio, auxiliar técnico de Rémi Garde, após o jogo, credenciou isso a fadiga física e mental dos jogadores.

Agora, o OL se foca para receber o Bastia, no próximo domingo, às 14h, pela 35ª rodada da Ligue1.

FOTOS: olweb.fr


MELHORES MOMENTOS:

Clique no "Assista no YouTube" para ver o vídeo

Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

terça-feira, 22 de abril de 2014

[LIGUE1 – 13/14] 34ª Rodada - Toulouse x Lyon

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

O duelo entre Toulouse e Lyon torna-se mais importante para o vice campeão da Copa da Liga Francesa, já que ainda luta por uma classificação à Liga Europa. O Lyon se encontra na 5ª colocação, com 54 pontos, três atrás do Saint Etienne, que é o concorrente direto pelo 4º lugar, posição que leva o clube ao segundo torneio mais importante da Europa. Para o Toulouse, é mais um jogo para cumprir tabela, já que a equipe, com 44 pontos, na 9ª posição, não aspira classificação às copas europeias e nem corre risco de rebaixamento.

FONTE: Esporte Interativo

Abaixo, confira os jogadores relacionados pelos dois treinadores. A partida será às 13h30 desta quarta-feira, no horário de Brasília, e não terá transmissão de nenhuma emissora de TV brasileira.


LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Mathieu GORGELIN;
LATERAIS:  Henri BEDIMO, Mouhamadou DABO e Corentin TOLISSO;
ZAGUEIROS: Milan BIŠEVAC, Bakary KONÉ e Samuel UMTITI;
VOLANTES: Jordan FERRI, Arnold MVUEMBA e Maxime GONALONS;
MEIAS: Gaël DANIC e Steed MALBRANQUE;
ATACANTES: Bafétimi GOMIS, Jimmy BRIAND, Nabil FEKIR, Yassine BENZIA e Alexandre LACAZETTE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Rémy VERCOUTRE, Miguel LOPES, Gueïda FOFANA, Clément GRENIER e Yoann GOURCUFF


TOULOUSE:

GOLEIROS: Marc VIDAL e Zacharie BOUCHER;
LATERAIS: Issiaga SYLLA, Jean-Daniel AKPA AKPRO, Serge AURIER e Pavle NINKOV;
ZAGUEIROS: Dusan VESKOVAC, Uros SPAJIC e Ilias HASSANI;
VOLANTES: Abel AGUILAR, Étienne DIDOT, Dominik FURMAN e Pantxi SIRIEIX;
MEIAS: Mihai ROMAN, Adrien REGATTIN e Óscar TREJO;
ATACANTES: Wissam BEN YEDDER e Martin BRAITHWAITE;
TÉCNICO: Alain CASANOVA;
DESFALQUESAli AHAMADA, François MOUBANDJE, Steeve YAGO, Clément CHANTÔME e Eden BEN BASAT

Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

sábado, 19 de abril de 2014

Em jogo aguerrido, Cavani faz dois e dá título ao PSG

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


Jovem time do Lyon batalhou, se esforçou, mas não conseguiu bater o elenco parisiense mesmo sem Ibrahimovic




Depois de colocar água no chope dos adversários da noite, na semana passada, pela Ligue1, e evitar o iminente título do PSG, o Lyon volta a enfrentar o todo poderoso clube do Campeonato Francês. Mas, desta vez, o jogo é válido pela Copa da Liga Francesa. Para ser mais preciso, a final! Jogo único, no portentoso Stade de France, em Saint-Denis. Duas equipes que perderam suas vagas nas competições europeias recentemente. O Lyon, pela Liga Europa, foi eliminado pela Juventus. O Paris-Saint Germain, por sua vez, acabou não suportando a força do Chelsea de José Mourinho. Dessa maneira, sobrou somente as competições nacionais para fazer valer a temporada. O OL, já quase não almeja nada na Ligue1, portanto, entra em campo hoje para um duelo de vida ou morte.

Em campo, Rémi Garde, com sérios desfalques, decidiu não abandonar o seu 4-4-2 que vem dando certo neste ano. Sem poder contar com os titulares Miguel Lopes, Fofana, Ferri, Grenier e Gourcuff, o OL vinha a campo com força máxima daquilo que restou entre os disponíveis. Na defesa, Dabo fazia a lateral direita no lugar do português Lopes. No meio, Mvuemba jogava ao lado de Gonalons e Tolisso ganhava mais uma oportunidade entre os titulares, agora não mais na lateral e, sim, na ala, podendo articular no centro com Malbranque. Na frente, Briand não começou jogando, a dupla ficou por conta de Lacazette e Gomis. Abaixo, você pode ver como ficou a escalação:




Pelo PSG, Laurent Blanc tinha somente um desfalque. Mas, este, valia como um time inteiro. Estamos falando de Zlatan Ibrahimovic. O sueco ainda não se recuperou de uma lesão a desfalcava novamente o ataque do time parisiense. Dessa maneira, a responsabilidade ficava por conta de Edinson Cavani que, mais uma vez, seria o homem de referência no ataque do time bilionário. Outro que ganhava mais uma oportunidade para mostrar valor era o brasileiro Lucas. Ele era preterido por muitos para dar lugar ao meia Javier Pastore, mas o treinador do PSG optou por começar com ele dentro de campo numa espécie de 4-3-3, abrindo de um lado com Lavezzi fazendo a outra ponta. No restante do time, quase nenhuma novidade. No meio, Cabaye ainda não conseguiu sua titularidade e Motta, Matuidi e Verratti começavam jogando. No lado direito, Jallet era titular, assim como Nicolas Douchez no gol. Este, por sua vez, era o goleiro oficial do PSG nas ligas. Abaixo, a formação inicial do clube de Paris:




Digno de uma partida de final, o jogo começou bem movimentado. A primeira oportunidade saiu logo nos primeiros segundos, com Gomis. Ele avançou na intermediária e antes de chegar dentro da área já tentou arrematar dali mesmo. A bola saiu rasteira e sem qualquer perigo para Douchez. Mas o lance que chamou a atenção mesmo foi o gol que o PSG marcou logo aos 2’. Maxwell fez linda jogada pela esquerda, tabelando com Lavezzi, entrando na área, tirando Anthony Lopes do lance e deixando tranquilo para Cavani chegar marcando! 1 a 0.

O Lyon tentou buscar uma reação quase de maneira imediata. Em jogada individual de Alexandre Lacazette, o atacante do Lyon chegou a entrar dentro da área adversária, pelo lado direito e criar uma grande oportunidade para Bafé Gomis marcar. O centroavante do OL recebeu a bola e bateu de primeira, sob marcação prensada. A bola bateu na rede pelo lado de fora, arrancando suspiros dos torcedores dos Gones presentes em St.Denis.

O OL chegaria mais uma vez com perigo. E de novo com Gomis. Após martelar a defesa do PSG com vários lances de intensa pressão, Mvuemba cobrou escanteio e achou o atacante do Lyon dentro da área. Mais uma vez, sem qualquer marcação, Bafé Gomis tinha a oportunidade de marcar. Mas, afoito, ele cabeceou sem direção e praticamente recuou para Douchez realizar a defesa.

Depois destas duas boas oportunidades para o Lyon, o time do PSG voltou a acordar dentro de campo e criou boas oportunidades para ampliar o marcador. Primeiro, Marco Verratti descolou um lindo passe para Cavani receber e, mesmo pressionado por Bedimo, conseguiu sair na cara do gol, de frente com Anthony Lopes, que saiu bem nos pés do uruguaio e fez boa defesa. Posteriormente, Cavani apareceria de novo, ao aproveitar rebote da defesa do Lyon e bater de primeira, de fora da área, forçando uma linda defesa do goleiro português do OL.

A pressão parisiense não tinha fim. E ainda aos 15’ de jogo, o time de Blanc teria um gol anulado. Após levantamento pra área, o zagueiro Alex aproveitou a falha de Lopes e empurrou para as redes. Mas ele já estava em posição de impedimento e o lance foi muito bem anulado pela arbitragem. Isso só deixou a equipe de Paris mais motivada para continuar atacando e buscar o segundo gol.

E ele apareceu! Aos 33’, Thiago Silva lançou Lucas na área. O brasileiro dividiu com Anthony Lopes, que saiu atrapalhado e acabou cometendo pênalti no ex-jogador do São Paulo. Edinson Cavani foi pra bola e acabou marcando o segundo dele na partida e o segundo do PSG. 2 a 0 no Stade de France e um jogo de intensa pressão, onde somente um time jogava e mostrava suas forças.

E por muito pouco, Cavani não faria o seu hat-trick ainda no primeiro tempo. Lucas apareceria novamente, fazendo uma jogada maravilhosa, passando por quatro defensores do Lyon e entregando de bandeja para o uruguaio, já sem marcação, fazer mais um. Mas ele hesitou e acabou chutando de primeira, mandando por cima do gol do Lyon. Era para fechar o caixão.

Depois de um primeiro tempo que só o PSG apareceu dentro de campo, aplicando 61% de posse de bola. O Lyon voltou pro segundo tempo com uma postura similar. Nos primeiros minutos víamos um time assistindo ao outro jogar bola dentro de campo. Rapidamente, Rémi Garde sentiu a necessidade de mudança e colocou Jimmy Briand no lugar de Dabo. Lyon ia para o 4-3-3, com Tolisso fazendo a lateral direita agora.

O resultado foi praticamente imediato. Com mais homens no setor ofensivo, o time do OL diminuiu a vantagem parisiense com um lance de muita felicidade de Alexandre Lacazette. O atacante do Lyon carregou a bola na região intermediária, avançou, e antes mesmo de chegar até a área, bateu forte e rasteiro. Douchez tentou se esticar todo para efetuar a defesa e não obteve êxito. PSG 2 a 1 Lyon!

Na metade da etapa final, o Lyon faria mais uma alteração, até mesmo para dar mais mobilidade no setor de armação. Nabil Fekir, que começou jogando a partida contra o Paris-Saint Germain na semana passada, entrava no lugar de Steed Malbranque. Era a segunda troca do OL, enquanto o PSG não havia modificado ainda. Contudo, pouco tempo depois, Blanc mexeu duas vezes no mesmo instante: entraram Pastore e Cabaye nos lugares de Lavezzi e Verratti.

As trocas surtiram um efeito positivo do time de Paris. O fôlego novo deu mais calma ao time para manter sua vantagem dentro de campo e atuar de forma certeira. Prendendo o Lyon no seu campo de defesa, na tentativa de criar opções de saída de bola e, ao mesmo tempo, armado para aplicar um contra ataque. Ménez, entrou nos acréscimos justamente para dar mais mobilidade nessa segunda bola.

Nos minutos finais, o Lyon ainda tentou buscar o empate na base do abafa. Rémi Garde colocou o zagueiro Bakary Koné no lugar de Bedimo simulando um centroavante. Mas era tarde demais. O PSG mereceu a vitória, pois foi melhor do começo ao fim da partida. De todo modo, o OL foi valente e fez uma final digna. Valeu a batalha, valeu a festa e o esforço dos jovens atletas dos Gones.

Para o Lyon, agora só resta a Ligue1. É a única chance do clube conquistar uma vaga para a Liga Europa, que seja. Quarta-feira, 23/04, às 13h30 a luta continua! O adversário é o Toulouse, jogo válido pela 34ª rodada. É ganhar ou ganhar! Não existe mais brechas para tropeços.

FOTOS: olweb.fr


MELHORES MOMENTOS:


Assista somente até os 2min45. O restante é bug do vídeo


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

sexta-feira, 18 de abril de 2014

[COPA DA LIGA FRANCESA] Final - Lyon x PSG

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

O multimilionário Paris Saint-Germain, que não teve sucesso continental em mais uma temporada, vai atrás de manter o domínio dentro "de casa", neste sábado, na final da Copa da Liga Francesa, em que encarará o Lyon, clube que viu os títulos escassearem nos últimos anos.

Muito perto de conquistar o Campeonato Francês, já que está 10 pontos na frente do Monaco, faltando cinco rodadas para o fim da competição, o time parisiense sonhava em conquistar a Liga dos Campeões da Europa, mas parou nas quartas de final, perante o Chelsea.

O título da copa nacional virou ponto chave para o futuro do PSG, já que o técnico Laurent Blanc, que estava perto de assinar contrato, decidiu que só o faria depois da decisão, que acontecerá no Stade de France.

Em entrevista ao jornal "L'Équipe", o zagueiro Thiago Silva admitiu que o poderio financeiro do time da capital deve ser deixado de lado em uma grande decisão, e no caso do PSG, também é preciso esquecer a queda continental recente.

"A eliminação contra o Chelsea foi difícil, porque acreditávamos na classificação. Isso afetou o grupo, mas isso é normal. Agora, é difícil jogar contra um time como o Lyon, que tem muita qualidade. Sempre, contra eles, têm sido difícil. A final, contudo, é outro jogo, é diferente", disse o zagueiro da seleção.

O grande desfalque para a partida no Paris Saint-Germain é o centroavante sueco Zlatan Ibrahimovic, que segue contundido. Com isso, Edinson Cavani seguirá mais avançado, formando setor ofensivo com Lucas e Ezequiel Lavezzi.

O Lyon, que conquistou o heptacampeonato nacional na temporada 2007/2008, depois só levantou uma Copa da França em 2011/2012 e uma Supercopa Francesa em 2012. Agora, a equipe tenta colocar mais uma taça em sua estante.

Longe das glórias obtidas por Cris, Juninho Pernambucano, Karim Benzema, entre outros, o time do técnico Rémi Garde aposta em jovens jogadores para derrubar o favorito. Os destaques são o meia Maxime Gonalons e o atacante Alexandre Lacazette, que já vestiram a camisa da seleção francesa, e estão confirmados para o jogo.

FOTO: Terra.com.br

Abaixo, confira os jogadores relacionados pelos dois treinadores. A partida não será transmitida por nenhuma emissora brasileira, por nenhuma deles terem o direito de imagens da competição.


LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Mathieu GORGELIN;
LATERAIS: Henri BEDIMO, Mehdi ZEFFANE, Mouhamadou DABO e Corentin TOLISSO;
ZAGUEIROS: Bakary KONÉ, Milan BISEVAC e Samuel UMTITI;
VOLANTES: Arnold MVUEMBA e Maxime GONALONS;
MEIAS: Steed MALBRANQUE e Nabil FEKIR;
ATACANTES: Bafétimi GOMIS, Jimmy BRIAND, Gaël DANIC, Clinton N'JIE e Alexandre LACAZETTE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Rémy VERCOUTRE, Miguel LOPES, Gueïda FOFANA, Jordan FERRI, Clément GRENIER e Yoann GOURCUFF


PSG:

GOLEIROS: Nicolas DOUCHEZ e Salvatore SIRIGU;
LATERAIS: Zoumana CAMARA, Lucas DIGNE, Grégory VAN DER WIEL, Christophe JALLET e MAXWELL;
ZAGUEIROS: ALEX, MARQUINHOS e Thiago SILVA;
VOLANTES: Yohan CABAYE, Blaise MATUIDI, Adrien RABIOT, Marco VERRATTI e Thiago MOTTA;
MEIAS: LUCAS e Javier PASTORE;
ATACANTES: Edinson CAVANI, Ezequiel LAVEZZI e Jérémy MÉNEZ;
DESFALQUESZlatan IBRAHIMOVIC


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

domingo, 13 de abril de 2014

Abalado, PSG perde para o Lyon no Gerland

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi
ViaPSG Brasil


O OL, que também havia sido eliminado de uma competição internacional, foi melhor e conseguiu colocar água no chope parisiense




Ainda muito abalado pela eliminação na Champions, o PSG conheceu sua segunda derrota na Ligue 1 2013-2014 neste domingo (13). O algoz da vez foi o Lyon, que jogando em casa, foi superior em sua proposta e parou o Paris SG com mais um belo gol de Jordan Ferri, um dos destaques do time nesta reta final de temporada.

PSG apático e golaço de Ferri




O PSG começou bem a partida, com posse de bola e criando chances com Cavani. Mas o Lyon respondia com Gomis, que infernizava a defesa parisiense e só parava em Sirigu. Com o tempo, o PSG foi ficando apático e não criava, enquanto o Lyon também não esboçava perigo. Porém, aos 31’, Lavezzi errou passe bobo na saída de bola e entregou nos pés de Ferri, que chutou com classe e abriu o placar no Gerland. O gol mostrou ainda mais a fragilidade psicológica que o PSG vive após a eliminação na Champions e o time não conseguiu reagir à altura, vendo o Lyon sendo superior na primeira etapa.

PSG melhora, mas para em Lopes



No segundo tempo, o PSG mudou sua postura e teve mais atitude, marcando em cima e brigando mais pela bola. Mas não foi o bastante para passar pela forte e bem postada defesa do Lyon, que teve o jovem goleiro Anthony Lopes em grande noite, defendendo todas. Blanc até tentou ir para cima com tudo, mudando para o 4-2-3-1 e tirando um zagueiro, mas não foi o bastante. Segunda derrota do PSG nesta Ligue 1 e a diferença para o Monaco na liderança cai para 10 pontos. Méritos para o Lyon, que jogou bem dentro do que foi planejado (se o PSG tivesse jogado assim contra o Chelsea, com certeza teria se classificado). Já o PSG precisa se recuperar psicologicamente para enfrentar o mesmo OL no próximo sábado (19) na final da Copa da Liga em Saint-Denis. Senão, mesmo a bela temporada que o time vem fazendo corre risco, assim como o trabalho de Laurent Blanc, que começa a ser duramente criticado na França.



FOTOS: olweb.fr
FONTE: PSG Brasil


MELHORES MOMENTOS:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

Lyon lança seu uniforme principal para a temporada 2014/15

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


(CLIQUE NA IMAGEM PARA VER EM TAMANHO REAL)

Mais uma vez o Lyon inova ao lançar seu novo uniforme. Já virou tradição o clube utilizar essa nova peça antes mesmo da temporada acabar. E dessa vez, o dia foi estratégico: contra o PSG, com o título do rival já engatilhado. Muita audiência em jogo e visibilidade.


A ideia desse novo uniforme é simples: representar o DNA do torcedor na estampa, sem deixar a modernidade e a elegância de lado. Ao longo da parte frontal, pequenas listras azuis dão a tônica da nova camisa do clube. Nas mangas, duas faixas mais grossas de vermelho e azul não deixam a marca do clube ficar de fora.


E para quem já quiser adquirir o produto, o OL já abriu as vendas no seu site oficial. Belíssima camisa e belíssima estratégia em conjunto com a Adidas. CLIQUE AQUI para ver a boutique online do Lyon.






FOTOS: olweb.fr


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

[LIGUE1 – 13/14] 33ª Rodada - Lyon x PSG

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr


O Paris Saint-Germain pode ficar muito perto de conquistar o título do Campeonato Francês. A equipe da capital entra em campo neste domingo em um clássico diante do Lyon, que, com 51 pontos, luta para conquistar uma vaga na próxima Liga Europa, fora de casa, em um clássico.

Ainda amargando a eliminação para o Chelsea nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, o Paris Saint-Germain lidera a competição com 79 pontos, 10 a mais que o vice-líder Monaco, que venceu a partida deste sábado contra o Rennes por 1 a 0. O triunfo deste domingo deixaria o PSG a apenas três pontos da conquista nacional.

O brasileiro Lucas lamentou a eliminação na Liga dos Campeões, mas afirmou que é preciso levantar a cabeça e seguir em busca do troféu do Francês, que está muito perto de ser conquistado.

"Infelizmente não conseguimos um dos nossos principais objetivos que era a classificação para as semifinais da Champions e isso doeu bastante porque, no meu entender, a nossa equipe tem plenas condições de brigar por qualquer título que disputar. Mas infelizmente saímos e não podemos nos abalar, pois neste domingo já tem um jogo muito importante", disse o brasileiro.

FONTE: ESPN.com.br

Pelo outro lado, o Lyon também entra abatido dentro de campo. A derrota diante da Juventus, na Itália, na última quinta-feira, reforçou a hipótese do clube, depois de muito tempo, iniciar uma temporada sem participar de quaisquer competições internacionais. A possibilidade mais palpável é vencer o próprio PSG, no outro domingo, pela Copa da Liga Francesa. Contudo, as forças, por enquanto, se voltam para a Ligue1 no intuito de colocar água no chope parisiense.

Abaixo, confira os jogadores relacionados pelos dois treinadores. A partida será às 16h deste domingo, no horário de Brasília, e terá transmissão, ao vivo, do SporTV e ESPN Brasil.


LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Mathieu GORGELIN;
LATERAIS:  Henri BEDIMO, Mouhamadou DABO e Corentin TOLISSO;
ZAGUEIROS: Milan BIŠEVAC, Bakary KONÉ e Samuel UMTITI;
VOLANTES: Jordan FERRI, Arnold MVUEMBA e Maxime GONALONS;
MEIAS: Gaël DANIC e Steed MALBRANQUE;
ATACANTES: Bafétimi GOMIS, Jimmy BRIAND, Nabil FEKIR, Clinton N'JIE e Alexandre LACAZETTE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Rémy VERCOUTRE, Miguel LOPES, Gueïda FOFANA, Clément GRENIER, Yoann GOURCUFF e Yassine BENZIA


PSG:

GOLEIROS: Nicolas DOUCHEZ e Salvatore SIRIGU ;
LATERAIS: Lucas DIGNE, Christophe JALLET, MAXWELL e Grégory VAN DER WIEL;
ZAGUEIROS: ALEX, Zoumana CAMARA, MARQUINHOS e Thiago SILVA;
VOLANTES: Yohan CABAYE, Blaise MATUIDI, Thiago MOTTA e Marco VERRATTI;
MEIAS: LUCAS, Javier PASTORE e Adrien RABIOT;
ATACANTES: Edinson CAVANI, Ezequiel LAVEZZI e Jérémy MÉNEZ;
TÉCNICO: Laurent BLANC;
DESFALQUESZlatan IBRAHIMOVIC


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Sem encantar, Juventus derrota Lyon e avança na Europa League

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi
ViaVavel Brasil


Velha Senhora teve momentos de dificuldade mas obteve vitória importante para seguir viva na segunda grande competição europeia




Desfrutando principalmente do gol de Bonucci no jogo de ida, a Juventus derrotou novamente o Lyon esta tarde em Turim para avançar as semi-finais da UEFA Europa League com o agregado de 3 a 1 no placar. Os gols de Pirlo e Marchisio foram o que definiram o confronto apesar do susto com gol de Briand ainda na primeira etapa.


A Juventus buscou desde o primeiro minuto se fazer ativa nos seus domínios e pressionou subitamente a defesa francesa no campo defensivo mas sem pressão e sim com bola parada, a Velha Senhora logo foi avante com Andrea Pirlo. O craque italiano com mais uma falta perfeita na temporada, sem tanta força, o suficiente para passar da barreira e deixando o goleiro Lopes plantado no canto oposto para abrir o marcador em Turim. 1 a 0 aos 4 minutos!

Depois de dez minutos intensos, o Lyon foi pra cima e chegou forte com Malbranque que arrematou e ela explodiu no braço de Bonucci para a reclamação do banco do time francês mas nada foi marcado pelo árbitro espanhol. Os franceses seguiram ao ataque confiantes e o gol de empate saiu com Briand: Escanteio da direita recuado diante da área e colocando na segunda trave para a cabeçada aparentemente sem pretenção mas que bateu na trave oposta e morreu no barbante do goleiro Buffon. 1 a 1 logo aos 18'.


Sentindo o golpe, a Juve não se mantia firme defensivamente e o Lyon crescia a cada ataque. Gonalons deu uma pancada da entrada da área e Buffon teve que pular para espalmar a bola que estufaria a rede italiana. O confronto seguia até o final da primeira etapa como um duelo tático mas sem muita criação dos dois times.

O segundo tempo custou a esquentar mas com duas jogadas de Asamoah, um cruzamento e um arremate, a Juve se fez ativa com mais interesse na segunda etapa e o Lyon, apesar de precisar vencer, esperava um contra-ataque. A Juve foi as redes mas não validou o auxiliar já que Tévez cabeceou após retornar de posição irregular. A resposta veio com Mvuemba em cobrança de falta mas Buffon sabia onde ia e espalmou bem pra escanteio.


Tudo indicava que o jogo teria ares de tensão até o último apito mas Marchisio conseguiu desafogar a torcida após arrematar da entrada da área e a bola desviar em Umtiti e matar o goleiro Lopes. 2 a 1 para os bianconeri.

Lutar até o fim era o objetivo do Lyon que tentava chegar para virar o placar e chegar as semi-finais mas era difícil pela firmeza revista da Juve na defesa, principalmente com o uruguaio Cáceres, mas o placar histórico não aconteceu e a Juventus obteve a vaga para a semi-final mas espera o sorteio de amanhã para saber contra quem lutará pelo posto na final que será justamente em Turim, casa dos italianos.

FOTOS: olweb.fr
FONTE: Vavel Brasil


MELHORES MOMENTOS:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

quarta-feira, 9 de abril de 2014

[Liga Europa - 13/14] - Quartas de final: Juventus x Lyon

Filipe Frossard Papini


FOTO: olweb.fr

As quartas de final da Liga Europa começam a ser disputadas nesta quinta-feira (3) e o duelo que mais chama a atenção é entre a Juventus e o Lyon, no Stade de Gerland, em Lyon, a partir das 16h05 (de Brasília). As duas equipes estão em momentos distintos. Muito próxima de conquistar o titulo do Campeonato Italiano, a Velha Senhora  é uma das favoritas para também conquistar o troféu continental.

Em grande fase, o atacante argentino Carlito Tevez é a maior esperança de gols do ataque alvinegro e preocupa muito o técnico adversário, Rémi Garde, que pede cautela aos comandados:.“Tevez é um perigo constante contra a nossa equipe”.

Humilde, Garde crê em superioridade do adversário mesmo jogando em casa. “Temos uma montanha diante de nós. A Juventus tem não tem time para disputar somente as quartas-de-final da Liga Europa, mas a mesma fase da Liga dos Campeões”, afirmou.

O treinador acredita que a missão é difícil, mas não impossível. "Avançar para a próxima fase será um grande desafio, mas estamos aqui justamente para reverter essa situação complicada."

"Vamos jogar com o mesmo espírito da primeira partida. Precisamos melhor concentração, determinação e solidariedade. Precisamos também de um pouco de sorte pelo que estamos enfrentando. Estou pedindo para os jogadores não terem qualquer arrependimentos no final do jogo", concluiu o comandante.

“O resultado que conquistamos na partida de ida foi muito importante, mas o Lyon é um adversário perigoso e merece todo o respeito. Nosso grupo está ciente disso e vai entrar em campo como sempre faz, em busca da vitória. Se isso acontecer, acredito que ficaremos ainda mais próximos da classificação”, declarou o goleiro Rubinho, único brasileiro do elenco da equipe de Turim.

FONTES: Gazeta Esportiva / Goal.com / FutNet

A partida será transmitida, ao vivo, às 16 de Brasília, pelo site Terra e Watch ESPN (ambos via internet) e pelo ESPN Brasil. Abaixo, confira os jogadores relacionados pelos dois times.


LYON:

GOLEIROS: Rémy VERCOUTRE e Anthony LOPES;
LATERAIS: Corentin TOLISSO, Mehdi ZEFFANE e Henri BEDIMO;
ZAGUEIROS: Samuel UMTITI, Milan BIŠEVAC e Bakary KONÉ;
VOLANTES: Jordan FERRI, Maxime GONALONS e Arnold MVUEMBA;
MEIAS: Steed MALBRANQUE e Gaël DANIC;
ATACANTES: Alexandre LACAZETTE, Bafétimbi GOMIS, Jimmy BRIAND, Nabil FEKIR e Cliton N'JIE;
TÉCNICO: Rémi GARDE;
DESFALQUES: Mouhamadou DABO, Miguel LOPES, Gueïda FOFANA, Yoann GOURCUFF  e Clément GRENIER


JUVENTUS:

GOLEIROS: RUBINHO, Marco STORARI e Gianluigi BUFFON;
LATERAIS: Martín CÁCERES, Federico PELUSO e Stephan LICHTSTEINER;
ZAGUEIROS: Giorgio CHIELLINI, Angelo OGBONNA e Leonardo BONUCCI;
VOLANTES: Paul POGBA, Andrea PIRLO, Arturo VIDAL e Claudio MARCHISIO;
MEIAS: Simone PADOIN, Kwadwo ASAMOAH e Mauricio ISLA
ATACANTES: Carlitos TÉVEZ, Mirko VUCINIC, Sebastian GIOVINCO, Fernando LLORENTE e Pablo OSVALDO;
TÉCNICO: Antonio CONTE;
DESFALQUES: Andrea BARZAGLI


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

domingo, 6 de abril de 2014

Fora de casa, Lyon tem trabalho e vence Valenciennes por 2 a 1

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi
ViaVavel Brasil


Os Gones sofreram para conseguir os três pontos e o goleiro Anthony Lopes brilhou defendendo um pênalti nos minutos finais




O Lyon conseguiu uma importante vitória de 2 a 1 sobre o Valenciennes, fora de casa, em confronto válido pela 32ª rodada da Ligue 1. Com a vitória, os Gones diminuíram para quatro pontos a diferença que tinham para o Saint-Étienne e estão na briga pela vaga na Europa League. O Valenciennes, lutando contra o rebaixamento, vê a sua missão de fugir da zona de rebaixamento se complicar. A equipe é a primeira dos três clubes que estão caindo para a Ligue 2 e ocupa o 18º lugar com 29 pontos, seis a menos que o Évian, primeiro clube fora da zona.

O VA teve uma boa notícia para o confronto frente ao Lyon e todo o elenco estava à disposição do treinador Ariël Jacobs. O atacante Majeed Waris se recuperou de dores na coxa, que o afastaram da partida contra o Montpellier na rodada passada, e voltou a ser relacionado. O ganês desembarcou em janeiro na França, vindo do Spartak de Moscou e já é o artilheiro da equipe com oito gols em onze jogos.

O Lyon foi bastante desfalcado para a partida. O lateral Mouhamadou Dabo, o volante Gueïda Fofana e os meias Yoann Gourcuff e Clément Grenier estão afastados por lesão. Por outro lado, o zagueiro sérvio Milan Bisevac se recuperou e foi convocado por Rémi Garde.

Na próxima rodada, o Valenciennes enfrentará o Lille na casa do adversário,  no sábado (12), ao meio-dia, horário de Brasília. O Lyon, no dia seguinte (13), receberá o líder Paris Saint-Germain no Gerland. Antes, na quinta (10), os Gones terão o jogo de volta das quartas-de-final da Europa League contra a Juventus na Itália.

Melhor na primeira etapa, Lyon é recompensado

Com o início do jogo, o Lyon aos poucos foi tomando as ações da partida. Conseguiu levar mais perigo ao gol de Magno Novaes e foi bastante seguro defensivamente, até pela lentidão e erros cometidos pelos jogadores do Valenciennes na hora de construir as jogadas ofensivas. Com o fim do primeiro tempo, o domínio dos visitantes se resumiu na posse de bola, que ficou 66% para os Gones e 34% para o VA.

O gol do OL foi especial para um jogador em particular. O atacante Bafetimbi Gomis marcou o seu centésimo tento em toda a sua carreira na Ligue 1. A jogada teve início com o seu companheiro de ataque, Jimmy Briand, acionando Henri Bedimo. O lateral-esquerdo cruzou para a área, na direção da marca do pênalti, e o zagueiro Saliou Ciss furou. O erro permitiu que Gomis dominasse a bola sem marcação dentro da área e o atacante teve o trabalho de limpar a marcação antes de colocar no fundo das redes.

Após o gol, a situação da partida continuou a mesma, apesar do Valenciennes ter tentado buscar mais jogadas no campo de ataque. O Lyon, calmo durante os 45 minutos, aproveitava cada erro do time de casa para partir em contra-ataque e criar perigo.

Valenciennes acorda tarde, perde chance de empatar e Lyon consegue a vitória

Na volta do intervalo, o Valenciennes se acertou em relação à primeira etapa e evoluiu no jogo. Com as duas mudanças realizadas aos 16 minutos, a equipe melhorou e pouco tempo depois chegou ao gol de empate. Aos 21, Waris, o artilheiro da equipe, reafirmou sua condição quando recebeu um lançamento  do lateral-esquerdo Albert Masuaku e fugiu da marcação de Milan Bisevac. O atacante avançou até a grande área e colocou a bola no canto do goleiro Anthony Lopes.

O que parecia uma reação foi logo freada por um grande lance de Jordan Ferri. Três minutos após o gol de Waris, o jovem volante do Lyon acertou um belo chute de fora da área, sem chances para o goleiro Novaes.

O tento enfraqueceu a equipe da casa e o árbitro começou a ter trabalho. O goleiro reserva do Lyon, Rémy Vercoutre, recebeu dois cartões amarelos e foi expulso mesmo estando no banco de reservas, após insistir nas reclamações. Logo depois, o volante Marco da Silva também foi expulso. Dessa vez, depois de uma entrada forte em Alexandre Lacazette. A expulsão parecia ter enfraquecido o time da casa, mas, aos 86 minutos, Jordan Ferri saltou para interceptar um cruzamento do meia Maor Melikson. A bola bateu em sua mão dentro da área e foi marcada a penalidade. Waris bateu, mas o goleiro Anthony Lopes acertou o canto e salvou o Lyon de sofrer o empate.

Com um a menos, um pênalti perdido e o fantasma do rebaixamento assombrando a equipe, o Valenciennes não teve como reagir mais na partida e o Lyon assegurou uma importante vitória.

FOTOS: olweb.fr
FONTE: Vavel Brasil


GOLS DA PARTIDA:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter