quarta-feira, 25 de março de 2015

Lyon emplaca cinco brasileiros entre os melhores do século na Ligue1

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: France Football

O site da revista France Football publicou ontem uma matéria em homenagem ao amistoso que a Seleção Francesa fará contra o Brasil nesta quinta-feira. A ideia era falar dos 10 melhores jogadores brasileiros que atuaram no futebol francês a partir do ano 2000, com um breve resumo de cada um deles e o motivo de terem aparecido no ranking. Dentre todos citados, o Lyon - naturalmente por ter sido sete vezes campeão em 15 anos - aparece com cinco jogadores. Confira abaixo quem foram os citados.

1 - Juninho Pernambucano
Meia do Lyon de 2001 a 2009: 248 jogos e 75 gols;

2 - Cris
Zagueiro do Lyon de 2004 a 2012: 225 jogos e 20 gols;

3 - Thiago Silva
Zagueiro do PSG de 2012 até hoje: 70 jogos e 4 gols;

4 - Ronaldinho Gaúcho
Meia do PSG de 2001 a 2003: 55 jogos e 17 gols;

5 - Sonny Anderson
Atacante do Lyon de 1999 a 2003: 110 jogos e 71 gols;

6 - Michel Bastos
Meia do Lille de 2006 a 2009 e do Lyon de 2009 a 2013: 195 jogos e 51 gols;

7 - Vitorino Hilton
Zagueiro do Bastia em 2004, do Lens em 2004 até 2008, do Marseille de 2008 até 2011 e do Montpellier de 2011 até hoje: 316 jogos e 17 gols;

8 - Nenê
Meia do Monaco de 2007 a 2010 e do PSG de 2010 a 2013: 142 jogos e 55 gols;

9 - Edmílson
Zagueiro do Lyon de 2000 a 2004: 104 jogos e 3 gols;

10 - Brandão
Atacante do Marseille de 2009 a 2012, do St.Étienne de 2012 a 2014 e do Bastia de 2014 até hoje: 137 jogos e 33 gols.

Todos os jogadores possuem uma explicação para estarem na lista. Se quiser saber o motivo de cada um, CLIQUE AQUI e confira a matéria em francês. Contudo, deixamos abaixo um breve resumo de cada uma das palavras ditas aos jogadores do Lyon:

- Juninho Pernambucano: "Quando foi anunciado pelo diretor Bernard Lacombe, ele dizia que era o melhor meio-campista em evolução no Brasil. Juninho acabou superando todas as expectativas dos torcedores do Lyon";

- Cris: "Zagueiro confiável, tanto no chão quanto no ar (apesar de seus 1,83m). Cris foi uma referência na sua posição na L1 por várias temporadas";

- Sonny Anderson: "Contratado com 29 anos pelo Lyon e já tendo passagens na década passada por OM e Monaco, ele rapidamente justificou seus 116 milhões de francos gastos por Jean-Michel Aulas. Foi artilheiro da Ligue1 em 2000 e 2001 antes de ser campeão na França nas duas temporadas seguintes".

- Michel Bastos: "Talvez o melhor pé canhoto dos últimos 15 anos da Ligue1. O mais poderoso, com certeza. [...] Demorou alguns meses para se acostumar na França, antes de se tornar um pesadelo para os zagueiros e goleiros".

- Edmílson: "Bernard Lacombe disse que tinha visto um algo de Laurent Blanc nele. E estava relativamente certo. Edmílson tem um gosto por avançar na defesa e muita classe dentro de campo. E, sim, havia muito de Laurent Blanc nele".


CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA AMPLIAR

Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

sábado, 21 de março de 2015

Com golaço de brasileiro, Lyon perde a liderança da Ligue1

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi
Adaptado do texto de: Junior Ribeiro (Vavel Brasil)


Lyon agora torce para o Olympique de Marseille, que ainda joga na rodada, perder e não somar pontos em busca de embolar o topo



No Stade de Gerland, na tarde deste sábado (21), o Lyon entrou em campo pressionado pelo resultado. O cenário era muito favorável: torcida a favor, adversário em má fase. Porém, ao apito final, o que restou foi a decepção. O Nice surpreendeu, jogo bem e com um homem a menos derrotou o ex-líder por 2 a 1, com direito a gol de bicicleta do brasileiro Carlos Eduardo.

Alguns desfalques importantes fizeram falta nesta partida. Lacazette, Bedimo e Umtiti cumpriam suspensão. Com a derrota, o Lyon terminará a rodada na segunda posição. Na sexta-feira (20), o PSG bateu o Lorient e assumiu a liderança. Os gones estacionam nos 58 pontos e podem ver o rival Marseille se aproximar. No próximo sábado (04), a equipe encara o Guingamp, fora de casa.

Vindo de sete partidas sem vencer, sendo quatro derrotas seguidas, o Nice respira e se distancia um pouco da briga contra o rebaixamento. Agora estão na 12ª posição, com 37 pontos. Também no sábado, os rubro negros recebem o Evian TG em confronto direto na parte de baixo da tabela.

Lyon domina ações, mas Nice marca com golaço de Carlos Eduardo

Em falta, o Lyon criou a primeira boa chance: Gourcuff cobrou na intermediária em direção ao tumulto. A bola passou por todo mundo e Pouplin encaixou. Com o decorrer dos minutos, os mandantes passaram a manter a posse no campo ofensivo. Em boa jogada de Dabo pela esquerda, o lateral arrematou visando o ângulo oposto e Pouplin espalmou de forma incrível.

A resposta do Nice veio no lance seguinte: Pléa chutou rasteiro da entrada da área e Lopes defendeu em dois tempos. Insistindo, os visitantes abriram o placar na bola parada com um golaço: Bauthéac cobrou escanteio, Bodmer disputou no alto e a bola ficou no ar. Carlos Eduardo armou uma bela bicicleta e de pé direito fuzilou o gol de Lopes. Gol sensacional do brasileiro.

Aos 25 minutos, Jordan Amavi disputou com Fekir e acabou escorregando na lateral. Para não se machucar no fosso, ele se jogou na arquibancada. O jogador do Nice atravessou um setor da torcida para retornar ao campo. Ferri teve duas oportunidades para empatar, porém não obteve sucesso. Na primeira, ele tentou de cabeça, mas o zagueiro salvou em cima da linha, na outra, arriscando de muito longe o goleiro fez defesa plástica.

Os Aiglons seguiram atacando e até marcaram o segundo gol, que foi anulado corretamente. Bauthéac cobrou falta, Bodmer, que estava impedido, escorou para Pléa marcar o tento que não valeu. O Lyon criava, rondava a área, mas erros individuais atrapalharam as iniciativas. Mesmo com mais posse e dominando, os gones pararam na defesa adversária.

Gonalons empata de pênalti, mas o Nice volta a marca na mesma moeda

Na volta do intervalo, Gourcuff chutou colocado e imediatamente sentiu a coxa. Deixou o campo e Yattara entru em sua vaga. N'Jie foi à linha de fundo e chutou sem ângulo. O goleiro deu um tapa na bola e impediu o gol. Pouco depois, Fekir recebeu em profundidade e foi derrubado por Palun na área. O árbitro apontou a marca da cal e mostrou o segundo amarelo para o lateral, que foi expulso. Gonalons cobrou no canto direito e empatou o jogo.

A pressão do Lyon aumentou. Os jogadores estavam mais presentes dentro da área do Nice, a defesa se virava como podia. Chutes de longe e muitos cruzamentos aconteciam. A pontaria estava ruim. O Nice deixava apenas Pléa adiantado, o restante marca atrás da linha da bola. Vendo espaços deixados pelo OL, tentavam encaixar um contra-ataque.

Aos 40 minutos, Koné agarrou e puxou Pléa. Antony Gautier marcou pênalti. Eysseric bateu com muita categoria, descolocou Lopes e recolocou o Nice na frente do placar. Festa da pequena torcida rubro-negra presente do Stade de Gerland. Nos minutos finais, o Lyon foi para o abafa. Foram muitos cruzamentos e chutes bloqueados. O árbitro deu seis minutos de acréscimos.

Já passavam os 50 minutos quando Jallet emendou uma chute de primeira e Pouplin fez ótima defesa. Ao apito final, muita festa dos jogadores do Nice. Um grande resultado tanto para a equipe que respira na parte de baixo da tabela e para o PSG que segue líder.

TEXTO: Vavel Brasil
FOTOS: olweb.fr / OGCNice.com


MELHORES MOMENTOS:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

[LIGUE1 14/15] 30ª rodada - Lyon x Nice

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

A 30ª rodada da Ligue1 já começou a todo vapor. Na sexta-feira, o PSG já jogou e venceu fácil o Lorient com três gols de Ibrahimovic. Com a vitória, o time de Paris assume a liderança de maneira provisória, com 59 pontos. O Lyon, que joga neste sábado, soma 58 e precisa somente de um empate para assumir a primeira colocação. Sem poder contar com Bedimo, Umtiti e o artilheiro Lacazette, todos suspensos, o time enfrenta o Nice no Stade Gerland.

O técnico Claude Puel - que foi treinador do OL, saiu brigado e até hoje trava batalha na justiça contra os Gones - terá a volta do goleiro Joris Delle, de fora desde agosto do ano passado. Também retornam o lateral Palun, o volante Digard e o meia Eysseric. Os desfalques ficam por conta do zagueiro Diawara e do atacante Bosetti. O Nice, atualmente, luta pra não cair e entra em campo como 15º colocado, com 34 pontos.

O confronto entre Lyon e Nice acontece neste sábado (21/03), meio dia do horário de Brasília. O SporTV2 transmite o jogo ao vivo. Abaixo, confira os relacionados pelos dois clubes.


LYON:

GOLEIROS: Mathieu GORGELIN e Anthony LOPES;
LATERAIS: Christophe JALLET, Mouhamadou DABO e Mehdi ZEFFANE;
ZAGUEIROS: Bakary KONÉ e Lindsay ROSE;
VOLANTES: Corentin TOLISSO, Arnold MVUEMBA, Jordan FERRI e Maxime GONALONS;
MEIAS: Nabil FEKIR, Rachid GHEZZAL, Yoann GOURCUFF e Steed MALBRANQUE;
ATACANTES: Mohamed YATTARA, Maxwel CORNET,  e Clinton N'JIE;
TÉCNICO: Hubert FOURNIER;
DESFALQUES: Henri BEDIMO, Samuel UMTITI, Milan BIŠEVAC, Clément GRENIER e Alexandre LACAZETTE


NICE:

GOLEIROS: Joris DELLE e Simon POUPLIN;
LATERAIS: Jonathan CORREIA, Jordan AMAVI e Lloyd PALUN;
ZAGUEIROS: Mathieu BODMER, Kévin GOMIS e Romain GENEVOIS;
VOLANTES: Didier DIGARD, Albert RAFETRANIAINA, Nempalys MENDY;
MEIAS: Niklas HULT, CARLOS EDUARDO, Valentin EYSSERIC e Vincent KOZIELLO;
ATACANTES: Neal MAUPAY, Alassane PLÉA, Eric BAUTHÉAC e Bryan CONSTANT;
TÉCNICO: Claude PUEL;
DESFALQUES: Souleymane DIAWARA e Alexy BOSETTI


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

segunda-feira, 16 de março de 2015

Com direito a lance polêmico, Choc des Olympiques fica no zero

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi
Adaptado do texto de: Renato Gomes (Vavel Brasil)

Com o empate, Lyon se mantém na liderança, mas não consegue abrir folga dos concorrentes




Marseille e Lyon se enfrentaram no Choc des Olympiques pela 29ª rodada da Ligue1 e não saíram do empate sem gols na luta pela liderança. Com o resultado nulo, o Lyon segue na liderança da competição com 58 pontos, dois a mais de diferença sobre o PSG e quatro sobre o Marseille, que segue na terceira colocação e agora vê o Monaco próximo, já que o clube monegasco está quatro pontos atrás do OM.

Apenas dois jogadores não puderam integrar a lista de convocados de Marcelo Bielsa para o jogo frente ao Lyon. O zagueiro Nicolas N'Koulou, que se recupera de uma cirurgia no joelho, e o meia Abdel Barrada, que sofre de pubalgia, ficaram de fora do clássico.

Se Bielsa tem quase todo o seu elenco à disposição, Hubert Fournier, que já não podia contar com cinco jogadores, sofreu mais uma baixa durante a semana. O meia Yoann Gourcuff lesionou a coxa e foi cortado da partida. Ele se junta a Milan Bisevac, Arnold Mvuemba, Gueïda Fofana e Clément Grenier, sendo que todos seguem em recuperação.

Na próxima rodada, o Marseille jogará contra o Lens no domingo (22), às 17h. Já o Lyon entra em campo um dia antes, para jogar em casa contra o Nice, às 13h. Os dois jogos acontecem no horário de Brasília.

Início é animador, mas ritmo do jogo é prejudicado e equipes não saem do zero

Na primeira etapa, o Olympique de Marseille foi direto e veloz, buscando agredir o Lyon com jogadas rápidas e muita inversão de jogo. Já o Lyon foi acertando seu jogo aos poucos, trabalhando a bola, acionando seus homens de frente. Com sete minutos de jogo, os dois goleiros tiveram que intervir na partida, mas o ritmo do jogo foi prejudicado pelas faltas, geradas por muita disputa física entre os jogadores de cada equipe.

Enquanto o Lyon optou por acionar a dupla de ataque composta por Alexandre Lacazette e Nabil Fekir, o Marseille usou bastante dos cruzamentos para André-Pierre Gignac. Em uma das oportunidades criadas pelo time da casa, o atacante cabeceou a bola no canto esquerdo e Anthony Lopes fez a defesa com a ponta dos dedos.

A cada tentativa de criar algo, o Lyon não conseguia dar andamento a suas jogadas ofensivas pela transição estar sendo prejudicada pela falta de um armador de ofício. Foi no início do jogo que o Olympique Lyonnais conseguiu chegar mais perto do gol, em um contra-ataque puxado por Jordan Ferri. O volante do Lyon tocou para Lacazette e o artilheiro do campeonato ficou frente a frente com Steve Mandanda, mas o chute fraco permitiu com que o goleiro conseguisse efetuar a defesa. No rebote, Lacazette não conseguiu dominar a bola e perdeu uma chance clara de gol para os visitantes.

Final movimentado não muda o placar do jogo

O ritmo da segunda etapa não mudou em relação ao primeiro. Com a mexida de Fournier, o Lyon conseguiu dar mais prosseguimento a suas jogadas de ataque, mas os jogadores de frente sentiram dificuldades em bater a defesa do Marseille. Já o Olympique de Marseille conseguia chegar com perigo até a área de Anthony Lopes construindo seu jogo pelos lados do campo, mas em algumas jogadas faltava mais capricho na conclusão.

Aos 25 minutos, o Marseille viu Gignac chegar muito perto do gol. Após Samuel Umtiti errar o tempo da bola ao subir pra cabecear, o artilheiro do OM conseguiu tomar a posse da bola e conduziu até a entrada da área. Após usar o seu poder físico para se proteger da marcação, o atacante chutou cruzado e acertou a trave de Lopes, levando perigo para a defesa adversária.

O OM esteve melhor na reta final da partida, mas a defesa do Lyon resistiu bem posicionada, conseguindo afastar a bola para longe do seu gol. Os treinadores ainda mexeram nas suas equipes para tentar surpreender o adversário. Aos 37 minutos de jogo, o Marseille reclamou de um possível gol que surgiu numa cobrança de escanteio. O argentino Lucas Ocampos conseguiu desviar a bola para o gol após o cruzamento e o goleiro Lopes, já no chão, conseguiu agarrar ela com dificuldades em cima da linha, o que foi o suficiente para o argentino sair comemorando. A arbitragem, que esteve impossibilitada de ver o lance pelo acúmulo de jogadores dentro da área, não se posicionou e a partida prosseguiu de forma normal, gerando a revolta dos jogadores do Marseille.




Logo depois do gol não ter sido assinalado a favor do OM, uma confusão foi gerada após o zagueiro Jérémy Morel dar um carrinho em Maxime Gonalons. Sem hesitar, o árbitro expulsou o defensor e por conta da briga entre os jogadores, amarelou dois do Lyon e um do Marseille. Após a confusão ser apartada, o Lyon tomou as ações do jogo e fez com que Mandanda trabalhasse em três ocasiões para defender a sua equipe e evitar o gol dos líderes da Ligue 1 e a partida terminou empatada.

TEXTO: Vavel Brasil
FOTOS: olweb.fr / ESPN


MELHORES MOMENTOS:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

sábado, 14 de março de 2015

[LIGUE1 14/15] 29ª rodada - Marseille x Lyon

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi

FOTO: olweb.fr

Tudo em aberto ainda na 29ª rodada do Campeonato Francês. Apesar de já termos jogos desde sexta-feira, os três líderes só entram em campo amanhã. O PSG, que pode ultrapassar o Lyon dependendo da combinação de resultados, joga às 13h contra o Bordeaux, no Chaban Delmas. Em caso de derrota do time parisiense, o Lyon se mantém na liderança mesmo se perder para o Marseille. O OM, que por sua vez, é o terceiro colocado e vislumbra vencer o OL para encurtar a distância do líder e ainda sonhar com o título.

Para o jogo que encerra a rodada, o Lyon conta com o retorno do zagueiro Bakary Koné. Por outro lado, perde uma importante peça de criação do time: Yoann Gourcuff, com (mais uma) lesão na coxa. Outro retorno interessante - mas que ainda não tem condições de jogo - é de Gueïda Fofana. O volante, que ficou um ano afastado dos gramados em decorrência de um enxerto ósseo na canela, voltou a atuar, pelo Lyon B, na vitória por 1 a 0 neste sábado, contra o Chasselay, na quarta divisão do Campeonato Francês. Pelo OM, El Loco não poderá contar com o zagueiro N'Koulou e o meia Barrada.

O Choc des Olympiques acontece neste domingo (15/03), às 17h de Brasília. O SporTV3, a Watch ESPN (via internet) e a ESPN transmitem o jogo ao vivo. Abaixo, confira os relacionados pelos dois clubes.


LYON:

GOLEIROS: Mathieu GORGELIN e Anthony LOPES;
LATERAIS: Christophe JALLET, Mouhamadou DABO e Henri BEDIMO;
ZAGUEIROS: Samuel UMTITI, Bakary KONÉ e Lindsay ROSE;
VOLANTES: Corentin TOLISSO, Jordan FERRI e Maxime GONALONS;
MEIAS: Nabil FEKIR, Rachid GHEZZAL e Steed MALBRANQUE;
ATACANTES: Mohamed YATTARA, Maxwel CORNET, Alexandre LACAZETTE e Clinton N'JIE;
TÉCNICO: Hubert FOURNIER;
DESFALQUES: Milan BIŠEVAC, Arnold MVUEMBA, Yoann GOURCUFF e Clément GRENIER


MARSEILLE:

GOLEIROS: Steve MANDANDA e Brice SAMBA;
LATERAIS: Benjamin MENDY, Brice DJA DJEDJÉ e Jérémy MOREL;
ZAGUEIROS: Rod FANNI, Baptiste ALOÉ e Stéphane SPARAGNA;
VOLANTES: Giannelli IMBULA, Mario LEMINA e Alaixys ROMAO;
MEIAS: Dimitri PAYET, Romain ALESSANDRINI e Florian THAUVIN;
ATACANTES: André-Pierre GIGNAC, André AYEW, Lucas OCAMPOS e Michy BATSHUAYI;
TÉCNICO: Marcelo BIELSA;
DESFALQUES: Nicolas N'KOULOU e Abdelaziz BARRADA


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

domingo, 8 de março de 2015

Com o mesmo placar do primeiro turno, Lyon faz cinco no Montpellier

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi




O Lyon conseguiu uma importante vitória ao golear por 5 a 1 o Montpellier fora de casa, neste domingo pela 28ª rodada do Campeonato Francês, recuperando a liderança da competição, cedida provisoriamente no sábado para o Paris Saint-Germain (2º).


A equipe da capital havia goleado por 4 a 1 o Lens e assumido a liderança da Ligue 1 com dois pontos a mais que o Lyon, que tinha obrigação de vencer para voltar ao topo da tabela.

O Montpellier, 7º colocado, foi quem abriu o placar com um gol do paraguaio Lucas Barrios, logo aos 6 minutos de jogo, mas o Lyon buscou a virada ainda no primeiro tempo, com gols de Alexandre Lacazette, aos 30, e do franco-argelino Nabil Fekir, aos 40.


No segundo tempo, Fekir voltou a marcar aos 27 e, nos acréscimos, Corentin Tolissso e Lacazette novamente deram número finais ao duelo: 5-1.

Com a vitória, o Lyon recoloca um ponto de vantagem sobre o PSG e quatro sobre o Olympique de Marselha (3º), que na sexta-feira goleou por 6 a 1 o Toulouse.

Os dois gols na partida deste domingo isolaram ainda mais Lacazette na artilharia da Ligue 1, agora com 23 gols, sete a mais que o atacante André-Pierre Gignac, do Olympique.

TEXTO: Yahoo.com.br
FOTOS: olweb.fr


OS GOLS DA PARTIDA:



Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

sábado, 7 de março de 2015

[LIGUE1 14/15] 28ª rodada - Montpellier x Lyon

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi


FOTO: olweb.fr

O Lyon, mais uma vez, foge de seus domínios e viaja até Montpellier para encarar o time da casa. Além de ter que enfrentar o 6º colocado da competição em sua casa, o OL também sofre a pressão por Marseille e PSG já terem vencido na rodada, o que só coloca mais peso no jogo deste domingo. O OM, pela vitória, não ultrapassa o Lyon, mas fica um ponto atrás. Mas o Paris Saint-Germain, sim. O time da capital chega a 56 pontos, dois a mais do que já soma os Gones.

A tarefa do OL é difícil muito pelo fato da sequência de jogos. Enfrentou o Lille (e perdeu) na semana passada no Pierre-Mauroy, agora joga no La Mosson e semana que vem terá um confronto direto com o Marseille no Velódrome. Serão três jogos seguidos fora de casa e com a missão de não poder tropeçar mais. Além disso, o time conta com cinco jogadores no departamento médico. Apesar da qualidade do elenco do OL, o MHSC pode usar todos esses fatores ao seu favor e subir até a 5ª colocação da Ligue1.

O confronto entre Montpellier e Lyon acontece neste dominto (08/03), às 17h de Brasília. O SporTV3 transmite o jogo ao vivo. Abaixo, confira os relacionados pelos dois clubes.


LYON:

GOLEIROS: Mathieu GORGELIN e Anthony LOPES;
LATERAIS: Christophe JALLET, Mouhamadou DABO e Henri BEDIMO;
ZAGUEIROS: Samuel UMTITI e Lindsay ROSE;
VOLANTES: Corentin TOLISSO, Jordan FERRI e Maxime GONALONS;
MEIAS: Nabil FEKIR, Rachid GHEZZAL, Steed MALBRANQUE e Yoann GOURCUFF;
ATACANTES: Mohamed YATTARA, Maxwel CORNET, Alexandre LACAZETTE e Clinton N'JIE;
TÉCNICO: Hubert FOURNIER;
DESFALQUES: Bakary KONÉ, Milan BIŠEVAC, Gueïda FOFANA, Arnold MVUEMBA e Clément GRENIER


MONTPELLIER:

GOLEIROS: Geoffrey JOURDREN e Jonathan LIGALI;
LATERAIS: Siaka TIÉNÉ, Bryan DABO e Mathieu DEPLAGNE;
ZAGUEIROS: Vitorino HILTON, Abdelhamid EL KAOUTARI e Daniel CONGRÉ;
VOLANTES: Joris MARVEAUX, Jamel SAIHI e Paul LASNE;
MEIAS: Morgan SANSON e Sébastien WÜTHRICH;
ATACANTES: Anthony MOUNIER, Djamel BAKAR, Souleymane CAMARA, Kévin BÉRIGAUD e Lucas BARRIOS;
TÉCNICO: Rolland COURBIS;
DESFALQUES: Jonas MARTIN, Anthony RIBELIN e Karim AÏT-FANA


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter