sábado, 21 de março de 2015

Com golaço de brasileiro, Lyon perde a liderança da Ligue1

Filipe Frossard Papini
@BrasiLyonnais / @FilipeDidi
Adaptado do texto de: Junior Ribeiro (Vavel Brasil)


Lyon agora torce para o Olympique de Marseille, que ainda joga na rodada, perder e não somar pontos em busca de embolar o topo



No Stade de Gerland, na tarde deste sábado (21), o Lyon entrou em campo pressionado pelo resultado. O cenário era muito favorável: torcida a favor, adversário em má fase. Porém, ao apito final, o que restou foi a decepção. O Nice surpreendeu, jogo bem e com um homem a menos derrotou o ex-líder por 2 a 1, com direito a gol de bicicleta do brasileiro Carlos Eduardo.

Alguns desfalques importantes fizeram falta nesta partida. Lacazette, Bedimo e Umtiti cumpriam suspensão. Com a derrota, o Lyon terminará a rodada na segunda posição. Na sexta-feira (20), o PSG bateu o Lorient e assumiu a liderança. Os gones estacionam nos 58 pontos e podem ver o rival Marseille se aproximar. No próximo sábado (04), a equipe encara o Guingamp, fora de casa.

Vindo de sete partidas sem vencer, sendo quatro derrotas seguidas, o Nice respira e se distancia um pouco da briga contra o rebaixamento. Agora estão na 12ª posição, com 37 pontos. Também no sábado, os rubro negros recebem o Evian TG em confronto direto na parte de baixo da tabela.

Lyon domina ações, mas Nice marca com golaço de Carlos Eduardo

Em falta, o Lyon criou a primeira boa chance: Gourcuff cobrou na intermediária em direção ao tumulto. A bola passou por todo mundo e Pouplin encaixou. Com o decorrer dos minutos, os mandantes passaram a manter a posse no campo ofensivo. Em boa jogada de Dabo pela esquerda, o lateral arrematou visando o ângulo oposto e Pouplin espalmou de forma incrível.

A resposta do Nice veio no lance seguinte: Pléa chutou rasteiro da entrada da área e Lopes defendeu em dois tempos. Insistindo, os visitantes abriram o placar na bola parada com um golaço: Bauthéac cobrou escanteio, Bodmer disputou no alto e a bola ficou no ar. Carlos Eduardo armou uma bela bicicleta e de pé direito fuzilou o gol de Lopes. Gol sensacional do brasileiro.

Aos 25 minutos, Jordan Amavi disputou com Fekir e acabou escorregando na lateral. Para não se machucar no fosso, ele se jogou na arquibancada. O jogador do Nice atravessou um setor da torcida para retornar ao campo. Ferri teve duas oportunidades para empatar, porém não obteve sucesso. Na primeira, ele tentou de cabeça, mas o zagueiro salvou em cima da linha, na outra, arriscando de muito longe o goleiro fez defesa plástica.

Os Aiglons seguiram atacando e até marcaram o segundo gol, que foi anulado corretamente. Bauthéac cobrou falta, Bodmer, que estava impedido, escorou para Pléa marcar o tento que não valeu. O Lyon criava, rondava a área, mas erros individuais atrapalharam as iniciativas. Mesmo com mais posse e dominando, os gones pararam na defesa adversária.

Gonalons empata de pênalti, mas o Nice volta a marca na mesma moeda

Na volta do intervalo, Gourcuff chutou colocado e imediatamente sentiu a coxa. Deixou o campo e Yattara entru em sua vaga. N'Jie foi à linha de fundo e chutou sem ângulo. O goleiro deu um tapa na bola e impediu o gol. Pouco depois, Fekir recebeu em profundidade e foi derrubado por Palun na área. O árbitro apontou a marca da cal e mostrou o segundo amarelo para o lateral, que foi expulso. Gonalons cobrou no canto direito e empatou o jogo.

A pressão do Lyon aumentou. Os jogadores estavam mais presentes dentro da área do Nice, a defesa se virava como podia. Chutes de longe e muitos cruzamentos aconteciam. A pontaria estava ruim. O Nice deixava apenas Pléa adiantado, o restante marca atrás da linha da bola. Vendo espaços deixados pelo OL, tentavam encaixar um contra-ataque.

Aos 40 minutos, Koné agarrou e puxou Pléa. Antony Gautier marcou pênalti. Eysseric bateu com muita categoria, descolocou Lopes e recolocou o Nice na frente do placar. Festa da pequena torcida rubro-negra presente do Stade de Gerland. Nos minutos finais, o Lyon foi para o abafa. Foram muitos cruzamentos e chutes bloqueados. O árbitro deu seis minutos de acréscimos.

Já passavam os 50 minutos quando Jallet emendou uma chute de primeira e Pouplin fez ótima defesa. Ao apito final, muita festa dos jogadores do Nice. Um grande resultado tanto para a equipe que respira na parte de baixo da tabela e para o PSG que segue líder.

TEXTO: Vavel Brasil
FOTOS: olweb.fr / OGCNice.com


MELHORES MOMENTOS:
video


Quer notícias diárias sobre o Lyon? Clique no banner abaixo e siga-nos no Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário